Pink e Black Eyed Peas estarão no Rock in Rio

Estrela do pop rock mundial desde o início da década de 2000, Pink tem uma trajetória particular no mundo das divas pop

O Rock in Rio não é exatamente conhecido por colocar bandas ou artistas inéditos no Brasil na posição de headliner no Palco Mundo, mas o festival anunciou uma novidade para 2019: a cantora americana Pink é a principal atração do “dia do pop” do evento ano que vem no Rio. Black Eyed Peas e Anitta completam até o momento a escalação do palco principal no dia 5 de outubro de 2019.

Estrela do pop rock mundial desde o início da década de 2000, Pink tem uma trajetória particular no mundo das divas pop, ao mesmo tempo em que ostenta números superlativos: são 60 milhões de álbuns vendidos – o disco mais recente, Beautiful Trauma (2017), é o sétimo de sua carreira. É com a turnê global dele que ela vem pela primeira vez ao Brasil em 2019.

Vencedora de três Grammys, ela moldou seu estilo a partir do som de estrelas como Madonna e Janis Joplin, com uma persona rebelde moldada pelos clipes de grande circulação e músicas pop que circulam com facilidade entre o pegajoso e o criativo. Na resenha elogiosa de Beautiful Trauma, a Rolling Stone americana definiu bem: “Pink dominava as paradas com hinos corajosos e falando a real desde quando as divas tristes de hoje em dia estavam na pré-escola”.

Já o Black Eyed Peas volta ao Brasil em nova fase – depois de hiatos e da saída de Fergie do grupo, eles lançam ainda em outubro deste ano o sétimo álbum de estúdio, Masters of the Sun, previsto para o dia 26.

No final de setembro deste ano, o agora trio lançou dois clipes para a nova música Big Love, criticando a violência por armas de fogo nos EUA e também a maneira como o governo americano vem lidando com a imigração, separando famílias nas fronteiras. Entre os hits mais conhecidos do grupo, vencedor de seis Grammys, estão Boom Boom Pow, My Humps e I Gotta Feeling.

Anitta, por outro lado, é anunciada no Rock in Rio no melhor momento da sua carreira até agora – crescimento internacional, viagens marcadas, destaque em publicações estrangeiras, bilhões de visualizações no YouTube e números igualmente vistosos nas redes sociais.

Os fãs pediram e o Rock in Rio atendeu: em 2017, quando Lady Gaga teve de cancelar o show, houve uma movimentação na web para que Anitta ocupasse seu lugar. Por conta do pouco tempo entre o anúncio de Gaga e a data do show (um dia), a mudança não se concretizou. Agora, depois de uma apresentação no Rock in Rio Lisboa, em abril, a cantora diz que o festival está pronto para receber o funk no seu palco principal.

“Graças a Deus, o funk chegou a um status, a um tamanho de público que é compreensível que hoje caiba num festival tão grande com muitos públicos diferentes”, diz a artista ao jornal O Estado de S. Paulo, por telefone.

Uma quarta atração ainda será anunciada pelo Rock in Rio para completar a escalação do Palco Mundo neste “dia do pop”. Iron Maiden, Scorpions, Megadeth, Sepultura e Paralamas do Sucesso são outras atrações já confirmadas para o festival, que ocorre no Rio de Janeiro entre os dias 27 de setembro e 6 de outubro de 2019.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.