Piano de Casablanca é arrematado por US$ 3,4 milhões em NY

O piano é um dos dois que aparecem no filme e ficou marcado na história do cinema

Nova York – O famoso piano de Sam (Dooley Wilson) no filme “Casablanca” foi vendido nesta segunda-feira por US$ 3,4 milhões, informou hoje a casa Bonhams, em Nova York, que realizou o leilão.

O piano é um dos dois que aparecem no filme e ficou marcado na história do cinema pela cena em que Ilsa (Ingrid Bergman) se aproxima do pianista para pedir-lhe que tocasse “As Time Goes By”.

O instrumento é uma peça chave do filme e um elemento a mais do roteiro. Objeto principal do Rick”s Café Américain, o estabelecimento administrado por Rick (Humphrey Bogart) em “Casablanca” (1942), era utilizado pelo protagonista como esconderijo para as “cartas de trânsito”, um documento que dava ao portador trânsito livre nos territórios controlados pelos nazistas.

Outro momento decisivo do piano no filme acontece quando soldados alemães entram no estabelecimento e pedem que se toque “Wacht am Rhein” (“O guarda no rio Reno”, considerado um hino patriótico na Alemanha nazista), mas, finalmente, Victor (Paul Henreid) se impõe e o hino que acaba sendo tocado é o francês, “A Marselhesa”.

Antes de ser leiloado, o piano pertencia ao dentista Gary Milan, que garantiu que nunca chegou a saber de quem eram as impressões digitais que estão em um pedaço de chiclete “petrificado” embaixo do teclado.

As “cartas de trânsito” também foram leiloadas hoje por mais de US$ 100 mil.

Segundo o American Film Institute, “Casablanca” é o segundo filme mais importante da história, depois de “Cidadão Kane” (1941).