Pernod Ricard vai produzir e doar álcool 70° para hospitais do RJ

Sete hospitais vão receber álcool para suprir alta demanda de atendimentos

A multinacional francesa de bebidas Pernod Ricard anunciara na França, seis dias atrás, que começaria a produzir álcool em gel para suprir a demanda no país, que luta contra a pandemia do coronavírus.

Agora é a vez da Pernod Ricard Brasil, de marcas como Chivas e Absoliut, anunciar a sua ajuda durante a crise mundial.

A empresa vai fabricar 36 mil litros de álcool 70° INPM e doar a produção para hospitais do estado do Rio de Janeiro, localizados nos municípios de Volta Redonda, Resende, Quatis, Porto Real e Barra Mansa, todos na região do Sul Fluminense. A fábrica da empresa no Brasil fica em Resende.

A estimativa é ajudar cerca de 15 mil pessoas por dia, considerando os atendimentos diários que esses hospitais informam diariamente.

As instituições que receberão o produto são o Hospital Municipal Cais Aterrado (Volta Redonda), Hospital Regional do Médio Paraíba Drª. Zilda Arns Neumann (Via Dutra), Hospital Municipal Dr. Munir Rafful (Volta Redonda), Hospital Municipal Henrique Sergio Gregori (Resende), Hospital Geral Municipal São Francisco de Assis (Porto Real), Hospital São Lucas (Quatis) e Santa Casa de Barra Mansa.

Na Europa, a Pernod Ricard tem produzido álcool para o laboratório Cooper, que abastece todas as farmárcias na França. Em países como Suécia, Espanha e Irlanda, a empresa também está produzindo álcool em gel para higienização das mãos.

“Mais do que nunca, é hora de pensar no coletivo e em como as empresas podem ajudar o país a sair dessa situação”, explica Mariana Pimentel, diretora de Legal &  Public Affairs da Pernod Ricard Brasil.

Outras empresas fora do setor farmacêutico e de saúde têm apoiado financeiramente o combate à pandemia do coronavírus. As marcas de luxo Bulgari e Dolce & Gabbana doaram quantias para pesquisas em hospitais e universidades na Itália, país com o maior número de mortes pela doença. A LVMH, conglomerado francês, fez doações à Cruz Vermelha.

No Brasil, a Marfrig, produtora de carne bovina, vai produzir dez toneladas de álcool em gel.