Peça de Harry Potter obtém vitória recorde em premiação

Harry Potter e a Criança Amaldiçoada, produção aclamada pela crítica, que estreou no ano passado em Londres, concorreu em 11 categorias e ganhou 9 delas

Londres – “Harry Potter e a Criança Amaldiçoada”, uma adaptação para os palcos do mundo fantástico de bruxas e feiticeiros de J.K. Rowling, conquistou uma vitória mágica na premiação Olivier Awards, no domingo, ganhando nove prêmios na grande noite do teatro britânico.

A produção aclamada pela crítica, que estreou no ano passado em Londres, concorreu em 11 categorias. A jornada vitoriosa tornou o espetáculo “a produção mais premiada na história da cerimônia”, segundo os organizadores da premiação.

Oitava história da saga “Harry Potter”, a peça acompanha a jornada do jovem menino bruxo e amigos Ron e Hermione até a maturidade.

O espetáculo ganhou entre as categorias nova peça, melhor ator, melhor ator coadjuvante, melhor atriz coadjuvante e melhor diretor.

“O poder da imaginação é infinito”, disse o diretor John Tiffany em seu discurso de agradecimento. “Nós precisamos da imaginação, agora mais do que nunca”.

Jamie Parker, que interpreta Harry adulto, ganhou o prêmio de melhor ator, derrotando competidores como Ian McKellen e Ed Harris.

Anthony Boyle, que interpreta Scorpius Malfoy, levou o prêmio de melhor ator coadjuvante, enquanto o troféu de melhor atriz coadjuvante foi para Noma Dumezweni, que vive Hermione na fase adulta.

“Obrigada J.K. por criar a Hermione e… o privilégio de poder interpretá-la é extraordinário”, disse Dumezweni.

A peça também ganhou nas categorias melhor design de iluminação, melhor design de som, melhor design de figurino e melhor design de cenário.