Pearl Jam expulsa de show homem que agredia mulher

Eddie Vedder, vocalista da banda, parou uma apresentação no último dia 22, em Chicago, quando percebeu na plateia um homem agredindo uma mulher

O Pearl Jam demonstrou ser nem um pouco conivente com a violência contra a mulher. Nem que para isso eles tenham que interromper um show.

Eddie Vedder, vocalista da banda, parou uma apresentação no último dia 22, em Chicago, quando percebeu na plateia um homem agredindo uma mulher. A banda tocava a música Lukin.

“Espere! Espere!”, disse o cantor no microfone. “Pare! Pare! Pare!”, gritou, apontando para o homem.

“Ei, senhor, tire o seu dedo do rosto dessa mulher, seu filho da… Ei, senhor!”

A plateia aplaudiu e, segundo Vedder, começou a apontar para o homem. Sob aplausos, os seguranças o retiraram da plateia. Ele foi vaiado também.

“Madame, você está bem?”, perguntou o vocalista. “Ele é um bom homem em cuidar de sua mulher, não é? Ela estava cuidando de si mesma muito bem também, eu pude ver”, disse, fazendo um gesto de soco. Em seguida, a banda retomou a apresentação.

Você pode assistir à cena no vídeo abaixo: