Paulo Coelho é o novo imortal da ABL

O escritor Paulo Coelho, 54, foi eleito nesta quinta-feira membro da ABL (Academia Brasileira de Letras).

Na disputa com o sociólogo Hélio Jaguaribe, o autor de livros como “O Diário de um Mago” (1987), “O Alquimista” (88) e “Brida” (90), foi eleito com 22 votos a 15. Um dos votos dos acadêmicos foi anulado.

Essa é a segunda disputa dele com Jaguaribe, 78. Na primeira vez, em 21 de março, nenhum dos três principais candidatos _o diplomata Mario Gibson Barboza, 84, também concorria_ conseguiu obter os 19 votos necessários para se eleger.

Coelho vai ocupar a cadeira de número 21, que pertencia ao economista Roberto Campos, que morreu em outubro do ano passado.

Apesar de ser criticado por muitos, Coelho é respeitado no exterior pela vendagem de seus livros. Só “O Alquimista” vendeu mais de 11 milhões de exemplares. Seu trabalho foi traduzido para 56 línguas e está presente em 150 países.

Em entrevista à Globonews, o escritor citou o jogador Ronaldo: “a ficha ainda não caiu”, brincou, agradecendo os votos que recebeu.

“Esse cargo me dignifica muito e é muito importante na minha vida. Sei que vou aprender muito”, disse. “Meu compromisso agora é fazer com que a ABL seja respeitada no exterior”, finalizou.