Patrícia Poeta assume na terça JN com William Bonner

A avaliação da Globo é que a nova apresentadora tem perfil semelhante com Fátima Bernardes

Presença cristalizada em 14 anos na bancada do telejornal mais visto do País, a jornalista Fátima Bernardes deu um susto em meio-mundo ontem quando anunciou que vai deixar o “Jornal Nacional”, da TV Globo. Afinal, não é todo dia que se dá uma notícia como essa, e a comoção começa logo em casa, com o marido e parceiro de apresentação, William Bonner. “Eu levei um susto e falei ‘mas por quê?'”, lembrou o jornalista na entrevista coletiva realizada ontem num hotel em Copacabana.

A conversa do casal aconteceu há quatro anos, quando Fátima procurou o diretor-geral de Jornalismo e Esporte da emissora, Carlos Henrique Schroder. “Pensei que fosse um sonho de verão, pedi que ela esperasse a Copa e as eleições. Ela esperou, mas não desistiu”, detalhou o chefe, que aproveitou para anunciar Patrícia Poeta como nova parceira de Bonner e, assim como acontecia com Fátima, editora executiva. No lugar dela no “Fantástico”, fica Renata Ceribelli.

Fátima não quis antecipar nada do projeto que desenvolve – embora os jornalistas presentes tentassem, de todo jeito, fazer com ela falasse no assunto. “Posso dizer que não deixarei a atividade jornalística”, garantiu ela, que completa 25 anos de TV Globo em 2012 e fez questão de frisar que foi o sonho e não um eventual cansaço que a motivou a deixar o telejornal. “Eu não estou cansada, gente! Faço ginástica, cuido das crianças, trabalho, estou muito bem disposta”, disse, com bom humor, respondendo a um boato de que estaria pedindo descanso.

Em clima muito descontraído – “não há crise nenhuma”, tratou de dizer logo Schroder -, foi apresentado um filme que resumiu a carreira das três envolvidas, com suas coberturas de destaque. Ao final, a conclusão das moças é que a evolução do sistema de alisamento de cabelos fez milagres pela aparência feminina. “Estava pensando aqui que nenhum dos cabelos que eu usei ali é o meu verdadeiro!”, entregou Fátima. “Já tive de permanente a alisamento. Mas no programa novo vocês vão conhecer meu cabelo de verdade”, prometeu.

No domingo, Patrícia apresenta o Fantástico e anuncia a troca de função com Renata. Na segunda-feira, ao final do JN, Patrícia será recebida por Fátima. E na terça, Patrícia estará com Bonner de vez. “Na terça-feira, vou assistir ao Jornal Nacional com as crianças e jantar, como fazem todas as famílias” disse Fátima.

Com 11 anos na emissora, Patrícia sentaria pela primeira vez na bancada do Jornal Nacional na tarde de ontem, quando gravaria um piloto. Hoje, deve gravar mais um. “Daí, só na terça, já pra valer”, emendou. Para Bonner, “o perfil dela é o que mais se encaixava nas necessidades do Jornal Nacional”.

O apresentador e editor-chefe soube que Patrícia substituiria Fátima em 2009. A avaliação da emissora é que as duas têm perfis semelhantes e até mesmo algumas coincidências nas carreiras. “Quando cheguei ao JN, vinha também de cinco anos de Fantástico” lembrou Fátima, que repetiu na coletiva o que pensa sobre o conceito “casal 20 do Brasil”. “Não me vejo como um casal. E acho que a mudança na apresentação não é capaz de alterar um produto final tão forte como é o Jornal Nacional.” As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.