Parque da Disney se prepara para abrir as portas do universo Star Wars

A Galaxy's Edge estreia no verão dos EUA na Disneyland, na Califórnia, e no outono no Walt Disney World, na Flórida

Anaheim, Califórnia — Força, os jedi, os stormtroopers, a aliança rebelde, os sabres de luz, a Millenium Falcon e todo o universo de “Star Wars” ganharão vida na Galaxy’s Edge, a nova criação dos parques da Disney que aproximará o público à magia de uma galáxia já não tão distante.

A Galaxy’s Edge (“ponta da galáxia”, em inglês), que abrirá as portas no verão dos Estados Unidos na Disneyland, na Califórnia, e no outono no Walt Disney World, na Flórida, é a maior área temática já criada em um parque da empresa – cerca de 57 mil metros quadrados – e conta com duas atrações principais: Millennium Falcon: Smugglers Run e Star Wars: Rise of the Resistance.

No simulador Millennium Falcon: Smugglers Run, possivelmente o que chamará mais atenção, os visitantes entrarão na Millenium Falcon e poderão pilotar a nave de Han Solo – construída pela primeira vez em tamanho real – e conhecer todos os seus cantos.Confira imagens da atração Millennium Falcon: Smugglers Run no trailer:

Star Wars: Rise of the Resistance fará com que os visitantes se transformem em novos recrutas da Resistência e participem de uma espetacular batalha contra a Primeira Ordem de Kylo Ren, na presença dos imponentes AT-ATs, antes de subirem a bordo de um Star Destroyer.

“É um sonho realizado para todos que cresceram brincando com bonecos de ‘Star Wars’ e que agora podem ver e tocar esse mundo de certa forma real”, disse John Larena, um dos diretores da Walt Disney Imagineering, que mostrou o estado das obras à imprensa.

Trailer de Star Wars: Rise of the Resistance ou Ascensão da Resistência:

A Galaxy’s Edge, que teve até música composta para a ocasião por John Williams, leva os visitantes ao remoto planeta Batuu. Para ser mais específico, o destino é o Black Spire Outpost, um porto conhecido por contrabandistas, comerciantes e aventureiros onde as pessoas cruzarão com Rey, Finn, Poe, BB-8 e Chewbacca, entre outros.

Ao longo da aventura o público entrará em contato com androides, seres dos mais diversos planetas e outros habitantes de Batuu enquanto buscam objetos valiosos, provam comidas e bebidas exóticas e se juntam a uma tripulação à procura de novos desafios.

“Entrar em Batoo é uma imersão total em um lugar eclético, vivo e povoado por raças de todos os cantos da galáxia. É um planeta com um aspecto único, mas ao mesmo tempo perfeitamente reconhecível dentro do universo de ‘Star Wars'”, comentou Larena.

Uma característica marcante da Galaxy’s Edge, que se desenvolve no mesmo contexto que a atual trilogia de “Star Wars”, é a grande aposta nas experiências interativas graças ao uso de um aplicativo para smartphones (Play Disney Parks) que permitirá, por exemplo, traduzir um idioma galáctico, interagir com androides e ativar telas de informação.

Star Wars: Galaxy’s Edge imagens dos bastidores do Disneyland Resort e do Walt Disney World Resort:

A experiência não acaba ao fim do itinerário. Batuu é cheio de bares com bebidas incomuns como as da Oga’s Cantina (há opções alcoólicas como o Jedi Mind Trick e o Bloody Rancor) e do Milk Stand, onde o público poderá experimentar o leite azul e o leite verde que apareceram em “Star Wars: Episódio IV – Uma Nova Esperança” e “Episódio VIII – Os Últimos Jedi”.

“Esses leites são bebidas muito saborosas e aptas para as crianças de todas as idades. São deliciosas”, revelou Brian Koziol, diretor de desenvolvimento dos conceitos de comida e bebida no Walt Disney World.

Também não faltarão os mercadinhos de rua e os restaurantes com alguns dos pratos mais deliciosos da galáxia, como Ronto Roasters (com seus sanduíches de peru) e Docking Bay 7 Food and Cargo, onde o principal prato são as costelas de carne de Kaadu (o animal no qual Jar Jar Binks aparece montado quando faz sua primeira aparição na saga).

“É muito incomum, realmente especial, feito unicamente aqui”, declarou Jason Martin, chef executivo da Disneyland.

A Disney não informou oficialmente o investimento feito nas duas criações das cidades de Anaheim e Orlando. A estimativa é que os valores superem US$ 2 bilhões.