Oscar aguarda sua 85ª edição sem um favorito definido

A tendência é que uma situação curiosa aconteça: o longa que vencer como melhor filme ficar apenas com essa estatueta. É o que pode acontecer com 'Argo'.

Los Angeles- A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood – ou simplesmente Academia de Hollywood – entregará amanhã, domingo, no teatro Dolby de Los Angeles os concorridos prêmios Oscar em uma cerimônia que, de acordo com as previsões, não terá um filme que arrebate os prêmios principais.

Nesta edição, a 85ª, a tendência é que uma situação curiosa aconteça: o longa que vencer como melhor filme ficar apenas com essa estatueta. É o que pode acontecer com ‘Argo’.

A produção, dirigida e protagonizada por Ben Affleck, é a favorita indiscutível para o grande prêmio da noite, que a princípio parecia destinado a ‘Lincoln’ de Steven Spielberg, e até a ‘As Aventuras de Pi’ de Ang Lee.

‘Argo’ tem sete indicações e boas chances de prêmio em melhor edição e melhor roteiro adaptado, mas tudo indica que não levará as outras estatuetas.

O filme só conseguiu uma indicação em interpretação (Alan Arkin como ator coadjuvante) e surpreendentemente ficou de fora da corrida pelo Oscar de direção para Affleck.

A ascensão de ‘Argo’ nas apostas, após levar prêmios de vários sindicatos ligados ao cinema de Hollywood, fez com que ‘Lincoln’, que com 12 indicações era cotado para comandar a noite, perdesse força na corrida pelos prêmios.

Daniel Day-Lewis como melhor ator é a única aposta fixa de vitória da produção, embora os eleitores poderiam recompensar Spielberg com o prêmio de direção para ressarci-lo pelo previsível sucesso de ‘Argo’.

Ang Lee fica na expectativa, assim como David O. Russell por ‘O Lado Bom da Vida’, fita que conseguiu a proeza de ter um ator indicado em cada categoria de atuação – entre eles, Jennifer Lawrence e Robert De Niro.

Jennifer sai com vantagem pelo título de melhor atriz, enquanto De Niro disputa centímetro a centímetro com Tommy Lee Jones (‘Lincoln’) e Christoph Waltz (‘Django Livre’) pelo prêmio de melhor ator coadjuvante.


O Oscar de atriz coadjuvante parece ser de Anne Hathaway, por seu trabalho em ‘Os Miseráveis’, que tem oito indicações e que deve receber alguma estatueta de perfil mais técnico, como melhor mixagem de som ou melhor design de produção.

O musical concorre também na categoria de melhor figurino, apesar de ‘Anna Karenina’ ser o nome mais forte na disputa.

‘As Aventuras de Pi’, por sua vez, com suas 11 indicações, abriu caminho rumo ao Oscar de efeitos visuais e ao de melhor fotografia, e assume clara liderança na disputa pela melhor trilha sonora, enquanto a inglesa Adele ofuscou com sua ‘Skyfall’, de ‘007 – Operação Skyfall’ os oponentes pela melhor canção original.

Empatados com cinco indicações ficaram ‘Django Livre’, ‘A Hora Mais Escura’ e ‘Amor’, e uma delas receberá o prêmio de melhor roteiro original.

‘Amor’, produção alemã, francesa e austríaca, já parece estar com as mãos no Oscar de melhor filme estrangeiro, também disputado por ‘No’, primeiro filme chileno indicado pela Academia, enquanto a estatueta de animação está entre ‘Detona Ralph’ e ‘Frankenweenie’, ambas dos estúdios Disney, assim como ‘Paperman’, favorito a melhor curta de animação.

‘Searching for Sugar Man’, por sua vez, está no caminho de se sagrar melhor documentário em longa-metragem e ‘Open Heart’ e a história ‘Inocente’ esperam vencer na categoria de documentário em curta-metragem.

A cerimônia de entrega do Oscar começará amanhã às 17h30 de Los Angeles (22h30 de Brasília) e será exibida para os EUA pela ‘ABC’, que iniciará a transmissão ao vivo do tapete vermelho às 16h locais (21h de Brasília). EFE