Os benefícios do gengibre para sua saúde

Os benefícios do gengibre, que deve ser incorporado à alimentação diariamente e é mais poderoso do que você imagina

Quando nossas avós nos pediam para tomar chá de gengibre a fim de curar os sintomas da gripe, elas estavam certas. Natural da Indonésia, da Índia e da China e cultivada no Oriente há milhares de anos, essa erva funciona como aliada no alívio de diversos males físicos e psíquicos, tendo registro de sua utilização desde a Idade Média.

Funcional por suas substâncias bioativas, que trabalham a imunidade do organismo, esse rizoma nasce embaixo da terra e se desenvolve em ramificações horizontais, que o transformam em um alimento único e cheio de virtudes.

Além disso, auxilia na cura do mal do século – a depressão –, pois seus extratos ativam a circulação, dão ânimo e estimulam a expressão e a alegria. Com tantos benefícios, ele se tornou um componente indispensável na manutenção de uma vida saudável e feliz.

O poder da cura

Rico em vitamina B6, potássio, cobre e magnésio, o gengibre protagoniza muitas ações benéficas. De acordo com a nutricionista Roseli Ueno, de São Paulo, o ideal é consumir uma colher de sopa por dia desse alimento que é termogênico e, por isso, acelera o metabolismo, ajudando na digestão e no emagrecimento.

Ele ainda é afrodisíaco, um anti-inflamatório natural e antioxidante dos bons, evitando a liberação de radicais livres e o envelhecimento precoce das células. Contra febre e dor de garganta, um chá de gengibre, expectorante e descongestionante, faz maravilhas. Caramelize um gengibre fatiado (sem casca) com duas colheres de sobremesa de açúcar, depois acrescente três copos de água e ferva tudo junto.

Se quiser, adicione hortelã e canela à mistura! Outra boa sugestão – esta para gestantes e pessoas que costumam enjoar durante viagens – é mastigá-lo cru. Bastam alguns minutos e o bem-estar está de volta.

Pesquisadores da Universidade de Minnesota, nos Estados Unidos, concluíram que a substância gingerol, presente no alimento, pode retardar o crescimento de tumores no intestino. Seu consumo só não é indicado para mulheres com menos de três meses de gravidez e para quem é hipertenso ou tem problemas estomacais, como gastrite e úlcera.


Como usá-lo nas refeições

Um dos alimentos mais versáteis na cozinha, o gengibre pode ser ingerido em sucos, chás, saladas, sopas e molhos – além do tradicional acompanhamento para o sushi. O sabor ardido e levemente doce dá um toque especial e marcante onde é acrescentado.

O recomendável é consumi-lo sem a casca, já que a parte interna é mais macia e fácil de ser cortada ou ralada. Para começar bem o dia, experimente fazer um suco de ânimo, com uma beterraba pequena, uma maçã com casca e uma cenoura – todas batidas com uma colher de chá de gengibre ralado.

E que tal preparar batatas-doces assadas magníficas? Refogue um pouco de manteiga, cominho e gengibre ralado. Adicione três batatas-doces em pedaços grandes e uma laranja cortada em quatro, regue tudo com duas colheres de sopa de mel e leve ao forno por 40 minutos.

O aroma toma conta do ambiente e o gosto fica delicioso. Molhos também trazem um quê delicado ao prato. Experimente aquecer azeite numa panela e refogá-lo com gengibre picado. Junte manjericão, refogue e misture molho de tomate, tomates picados e cogumelos.

Tempere com sal e pimenta-do-reino e sirva com um penne ou com a massa de sua preferência. Quem provar vai sentir a diferença no paladar.