Os 6 erros mais comuns ao cuidar de plantas (e como evitá-los)

Dá para ter flores e folhagens lindas dentro de casa – o importante é escolher bem as espécies e evitar deslizes na hora de cuidar de suas plantinhas

São Paulo – Um ambiente cheio de plantas é sempre mais agradável. Se bem cuidadas, elas ainda têm um poderoso efeito terapêutico e melhoram a qualidade do ar dentro de casa. Mas para mantê-las bonitas, é preciso alguns cuidados básicos como controle da água, luminosidade e nutrientes.

Se você sempre acaba matando suas plantinhas, mesmo seguindo à risca essas técnicas, pode estar cometendo alguns deslizes comuns. Christan Summers e Ivan Martinez, especialistas da Tula House, em Nova York, ensinam que dá para ter flores e folhagens lindas dentro de casa – o importante é escolher bem as espécies e evitar esses seis erros na hora de cuidar de suas plantinhas. Confira:

1. Tratar a planta como se fosse um objeto

As plantas são organismos vivos, que respiram e até sentem a gravidade e a utilizam para orientar seu crescimento. Portanto, para cuidar bem de sua plantinha, é preciso aprender um pouco mais sobre a vida vegetal e entender sua ligação com a terra, temperatura, umidade e demais fatores — e não achar que ela é um ser inanimado.

2. Não pensar no habitat ideal

Ao comprar uma planta, primeiro pense em nas condições de sua casa. Tem muita luz solar? Você prefere um ambiente mais quente ou ameno? Em seguida, encontre uma planta que irá prosperar em um ambiente semelhante ao de sua casa. Uma boa maneira de fazer isso é decidir qual planta você gostaria de comprar e pesquisar de onde ela vem. Se for nativa dos trópicos, por exemplo, calor e umidade são ideais. Se ela nascer no deserto, precisa de muito calor e sol.

3. Não tocar no solo antes de regar

A maioria das plantas domésticas requerem um solo seco entre 1 e 5 polegadas abaixo da superfície, antes de regá-las novamente. Uma boa dica é colocar o dedo no solo para saber quão seco ele está para evitar aguar demais e acabar matando sua plantinha.

4. Não limpar as folhas de sua planta

Quando colocarmos as plantas dentro de casa, não existem chuvas e ventos para ajudar a manter a poeira e demais sujeiras livres das folhas. Portanto, é recomendável limpar suas plantas com água pelo menos duas vezes por mês. Você pode usar um borrifador de água ou um pano úmido e limpar suavemente as folhas. Isso manterá a planta limpa, respirando e longe de pragas.

5. Transplantar em excesso

Uma regra geral para transferir uma planta para outro vaso é quando o solo fica seco apenas 1 ou 2 dias depois de você ter regado em abundância. Normalmente, é um sinal de que o vaso tem pouca ou nenhuma retenção de umidade e acaba ficando cheio de raízes. Quando você transplanta, acaba apenas aumentando o tamanho do vaso em alguns centímetros, o que não significa que as plantas crescerão mais rápido. Na verdade, isso significa mais solo e mais umidade, que podem levar à podridão das raízes se você não estiver regando as plantas cuidadosamente.

6. Esquecer de nutrir sua planta

Frequentemente esquecido, o fertilizante é muito importante para a saúde das plantas. Adube durante a temporada de crescimento delas, que normalmente é da primavera até o verão. No mercado, há diversos tipos de fertilizantes que fornecem fornecem nutrientes necessários para alimentar as plantas.

Esta matéria foi originalmente publicada no site Casa.com.br.