Objetos de ‘Breaking Bad’ podem parar em museu dos EUA

Alguns objetos usados na série “Breaking Bad” podem em breve fazer parte do acervo do museu Smithsonian, nos Estados Unidos.

Alguns objetos usados na série “Breaking Bad” podem em breve fazer parte do acervo do museu Smithsonian, nos Estados Unidos. 

Curadores do museu estão em negociação com a Sony Pictures, estúdio responsável pela série, para que objetos icônicos do programa façam parte da coleção, como o chapéu preto usado pelo personagem Walter White e seu alter ego Heisenberg. 

A informação foi citada pelos atores Bryan Cranston e Aaron Paul e pelo criador da série Vince Gilligan durante uma entrevista ao jornal LA Times. Gilligan e Cranston admitiram possuir um dos chapéus de Heisenberg, mas disseram que se as negociações com o museu forem bem sucedidas eles entregariam os objetos “roubados” dos cenários. 

“Tenho, além do chapéu, os óculos de sol e de grau e o relógio do Walter White. Tenho todo o guarda-roupa dele”, disse Cranston. 

O ator Aaron Paul também possui objetos como a placa do carro do personagem Jessie, interpretado por ele, além do famoso urso de pelúcia rosa. “Também tenho a porta de entrada da casa do Gale, a qual bati antes de matá-lo”, disse Paul. 

As empresas não divulgaram se as negociações estão avançadas, mas devem ser concretizadas em breve. Em sua coleção de entretenimento, o museu já possui outros objetos icônicos de programas de TV como “M.A.S.H”, “All in the Family” e “Seinfeld”.