O legado de pai para filha do restaurante Templo da Carne

Assadora Tati Bassi é muito mais que herdeira de Marcos Bassi à frente do negócio da família

Herdeira do açougueiro Marcos Bassi, Tatiana Bassi é a responsável pelo icônico restaurante Templo da Carne, fundado há quase 40 anos. Assadora, influencer requisitada por programas de televisão do segmento da carne, a filha do principal nome do churrasco brasileiro imprime uma “nova cara” ao negócio da família seguindo os passos do pai.

Cada lembrança enche os olhos dela de orgulho, mas Tati logo se recompõe ao analisar as novidades que implantou. “Não imito o que ele fez, mas tudo o que sei, aprendi com ele. Então, acredito neste DNA”, diz, à coluna.

Desde a morte do pai, há seis anos, Tati administra tudo no restaurante, eleito um dos 10 melhores do mundo em churrasco pelo documentário francês “Steak Revolution”, disponível no Netflix. “Não sabia que sabia o tanto que sei até o dia em que botei a mão na massa”, brinca.

“Existe uma história antes e depois de Marcos Bassi. E estou crescendo com tudo isso, com essa raiz, mas com a minha personalidade. Acho que está agradando as pessoas. Os clientes mais velhos dão uma força danada, mas, os novos, me conhecem pelo Instagram e passam a conhecer a história do meu pai por mim”, compara.

A filha do chamado “artesão da carne” segue servindo os cortes especiais criados por Bassi, como a famosa Fraldinha e o Baby Beef, mas criou o Menu Favoritos, o jantar workshop Meet & Grill e os diversos formatos de recepção para eventos sociais e corporativos.

O Menu Favoritos é servido de segunda a sexta-feira (exceto feriados) com cortes bovinos servidos em porção individual: um corte de 250g de Baby Beef, Bife de Chorizo, Bife Ancho e ou Galeto inteiro, com um acompanhamento e uma sobremesa, sai por R$ 78.

Tatiana Bassi, do Templo da Carne Tatiana Bassi, do Templo da Carne

Tatiana Bassi, do Templo da Carne (Tatiana Bassi/Divulgação)

De sobremesa, Tati também inventou a deliciosa Cesta de Churros com sorvete de churros (individual), que serve bem 2 pessoas (Preço sob consulta).

Agarrada ao “paizão”, como ela diz, Tati sempre acompanhou Bassi em tudo desde criança. Da desossa aos encontros com fornecedores, eles formavam uma grande dupla. Por isso, não é de se estranhar que ela esteja nesse papel.

“Em todos os movimentos, me viam grudada nele. Não preciso provar nada para ninguém, mas sou mulher. E a gente tem uma certa dificuldade em todo o movimento fora do cotidiano, como no churrasco, que é um mercado muito masculino. Mas não vou ligar para isso, vou fazer o que acredito, o que gosto e procurar seguir o exemplo de
honestidade do meu pai”, diz.