Novos restaurantes tentam a sorte em São Paulo

O Banzeiro, de Manaus, e o Gula Gula, do Rio de Janeiro, são os mais novos restaurantes a tentar a sorte na capital paulista

Inaugurado em agosto, o Banzeiro SP escancara as referências amazônicas logo no início do cardápio. O primeiro item é a formiga saúva, servida com espuma de mandioquinha (R$ 18). Na sequência, caldo quente de peixe defumado com cogumelos colhidos por índios Yanomami (R$ 36) e lâminas de pirarucu frio curado no missô, guarnecidas de farinha do Uarini, pimenta de cheiro e castanha fresca (R$ 52).

Decorado com uma canoa pendurada na parede e um enorme retrato de um casal de índios, clicado pelo fotógrafo Sérgio Coimbra, o restaurante convida a clientela a se imaginar na Matriz, inaugurada em Manaus exatamente há uma década. Na capital do Amazonas, além do Banzeiro, o chef Felipe Schaedler comanda o Moquém do Banzeiro, especializado em pescados na brasa, e o informal Caboquinho.

Nascido em Santa Catarina, o chef conta ter digerido por cinco anos a ideia de replicar seu principal restaurante, um dos mais premiados de Manaus. Mais aquecido do país, o mercado gastronômico de São Paulo também é um dos que mais registra operações que naufragaram.

“As pessoas precisam conhecer a Amazônia e acredito que a gastronomia tem grande potencial para despertar essa curiosidade”, diz Schaedler. Como prato principal, ele serve receitas como pirarucu no forno a lenha com escamas de cogumelo, rúcula selvagem e farinha do Uarini (R$ 56) e arroz de cogumelo Yanomami finalizado com ovo cozido em baixa temperatura, queijo de cabra e abobrinha (R$ 61).

Restaurante Banzeiro Restaurante Banzeiro

Restaurante Banzeiro (Banzeiro/Divulgação)

No fim do ano, o chef Felipe Bronze levou para o Museu da Imagem e do Som de São Paulo (MIS-SP), no Jardim Europa, o Pipo, que não deu certo no Fashion Mall, no Rio de Janeiro. No novo endereço é um sucesso.

Outro que decidiu tentar a sorte em São Paulo é o restaurante Gula Gula, em atividade desde 1984 no Rio de Janeiro, onde se multiplicou em onze endereços. Inaugurada em setembro, a nova unidade ocupa o casarão Barão de Bocaina, na esquina da Alameda Santos com a Rua Padre João Manuel, nos Jardins, a poucos metros da Avenida Paulista.

O comando da nova cozinha está nas mãos da chef Carolina Figueiredo, secundada por Pedro Gabriel. Espere pelas mesmas receitas bem preparadas, embora sem grandes invencionices, que fizeram a fama da rede carioca.

A salada com frango desfiado, cenoura, milho, ervilha e passas (R$ 36) e o picadinho de filé mignon com couve frita, ovo poché, farofa, arroz, feijão e banana dorê (R$ 59) são dois hits trazidos para São Paulo. O atum selado com molho de tamarindo, quinoa e legumes (R$ 69) e o espaguete de camarão com rúcula (R$ 69) são criações exclusivas da filial.

Restaurante Gula Gula Restaurante Gula Gula

Restaurante Gula Gula (Gula Gula/Divulgação)

Restaurante Gula Gula Restaurante Gula Gula

Restaurante Gula Gula (Gula Gula/Divulgação)

Onde provar

Banzeiro – Rua Tabapuã, 830, Itaim Bibi, São Paulo, (11) 2501-4777.

Gula Gula – Rua Padre João Manuel, 109, Jardim Paulista, São Paulo, (11) 4420-2140.

Pipo – Avenida Europa, 158, Jardim Europa, São Paulo, (11) 3530-1760.