Novo advogado de mulher que acusa Neymar ameaça deixar o caso

Najila, que formalizou em uma delegacia em São Paulo a denúncia por estupro em maio, disse que teve dois encontros em Paris com o jogador

O novo advogado da mulher que acusa o astro Neymar de estupro ameaça deixar o caso se sua cliente não entregar provas contra o jogador, divulgou neste fim de semana o portal G1.

Danilo Garcia de Andrade, que assumiu a acusação depois que os primeiros advogados da jovem renunciaram, fez referência, segundo o G1, ao conteúdo total de um vídeo de sete minutos que Najila Trindade, a acusadora, teria gravado durante um segundo encontro com Neymar em um hotel em Paris.

Um trecho de um minuto dessa peça vazou na quarta-feira viralizando em questão de segundos. É possível ver os dois em um momento íntimo em uma cama e em seguida ela começa a bater em Neymar reclamando que ele a havia agredido e deixado sozinha na noite anterior. O jogador tenta acalmá-la e o vídeo acaba.

Najila argumenta que o resto do vídeo contem evidências que provam a acusação, mas segundo transcrições de seu interrogatório policial às quais a imprensa teve acesso na sexta-feira, disse que não tinha como entregar o arquivo porque estava em um tablet que teria sido roubado no dia anterior.

O condomínio onde ela vive nega essa versão.

Najila, que formalizou em uma delegacia em São Paulo a denúncia por estupro no dia 31 de maio, disse que teve dois encontros em meados de maio em Paris com o jogador, segundo as versões dos dois.

Ela afirma que embora tenha viajado à capital francesa – com passagens e hotel custeados por Neymar – para ter um encontro sexual consentido com o atacante do Paris Saint-Germain, as coisas saíram do controle no primeiro encontro, quando – segundo ela – ele teria se mostrado agressivo e a teria forçado a fazer sexo de forma violenta e sem preservativo.

Não se sabe como o trecho do vídeo do segundo encontro foi vazado para as redes sociais na noite de quarta-feira, ao mesmo tempo que Neymar era atendido pela equipe médica da seleção brasileira após sofrer uma entorse de ligamentos no tornozelo direito durante um amistoso contra o Catar.

O advogado Garcia de Andrade disse que Najila alega ter outras provas guardadas em um cofre mas não sabe do que se trata, acrescentou o G1.