Nova bicicleta usa cabo de polietileno, ao invés de correia de metal

São Paulo – A princípio, a Stringbike parece ser uma bicicleta comum. Mas o engenheiro húngaro Róbert Kohlhéb a projetou com um novo sistema. Ao invés das tradicionais correntes, ela possui um cabo que transmite a força motriz para roda traseira através de polias móveis.

Ou seja, nada mais de mãos meladas de graxa. A Stringbike possui cabos feitos de polietileno combinado com um material parecido com o teflon, utilizado nos esportes aquáticos e pelos alpinistas. O engenheiro húngaro preparou um vídeo que mostra o funcionamento do seu produto.

A indústria médica e esportiva já está de olho nas primeiras bicicletas desse tipo, que deverão chegar ao mercado europeu no mês de março. A Stringbike deverá custar cerca de 2000 euros, isto é, cerca de 4.500 reais.