Nomes de animais homenageiam Pink Floyd, Beyoncé e Trump

Segundo o biólogo Giuseppe Puorto, membro Conselho Regional de Biologia - 1ª Região, a nova moda é nomear espécies homenageando celebridades

Antigamente, era comum que as espécies de animais fossem batizadas com nomes que fizessem referência ao local onde habitavam, a alguma característica física marcante ou aos cientistas que as descobriam.

No entanto, uma nova “moda” tem ganhado força: “celebridades como roqueiros, cantores, atores e mesmo personagens fictícios passaram também a ser homenageadas”, explica o biólogo Giuseppe Puorto, membro do CRBio-01 – Conselho Regional de Biologia – 1ª Região (SP, MT e MS).

Há uma mariposa nativa da Califórnia, por exemplo, que tem um topete loiro e foi chamada de Neopalpa donaldtrumpi, em homenagem ao presidente norte-americano.

A banda Pink Floyd deu o nome a uma pequena aranha australiana, a Pinkfloydia harveii.

Beyoncé, em vez de servir de inspiração para uma abelha, como poderia ser esperado, nomeou uma mosca. Por causa da roupa usada no clipe de Bootylicious, uma mosca com o abdome inferior dourado ganhou o nome de Scaptia beyonceae.