No automobilismo elétrico, Brasil conquista título em temporada histórica

Sérgio Jimenez foi campeão do Jaguar I-PACE eTrophy, primeiro campeonato do mundo com carros de turismo 100% elétricos

Nova York – Na F1, a última vitória do Brasil completará dez anos nesta temporada – o jejum vem do GP da Itália de 2009 com Rubens Barrichello na Brawn GP. Enquanto isso, nas duas categorias elétricas do automobilismo mundial, o País vive excelente fase.

Sergio Jimenez conquistou o título do Jaguar I-PACE eTROPHY, primeiro campeonato com carros de turismo. Foram três vitórias e nove pódios em dez etapas em um ano dominado pelo time brasileiro, já que seu companheiro de equipe, Cacá Bueno, também venceu três vezes e terminou o ano como vice-campeão. Em Nova York, a conquista foi selada com duas dobradinhas, por sinal.

“Foi um final de semana incrível para uma temporada espetacular. É o auge de minha carreira, estou muito feliz e quero agradecer a todos que acreditaram em mim, especialmente a quem acreditou em nosso projeto quando nem havia começado o campeonato”, diz Jimenez. Cacá Bueno reforçou. “A proposta do campeonato é de sustentabilidade aliada ao esporte, e neste primeiro ano o sucesso já foi impressionante. É ótimo ver o Brasil fazendo parte desta história e com conquistas”, diz o pentacampeão da Stock Car.

A categoria principal (Formula E) também encerrou sua quinta temporada neste domingo em Nova York e, embora o Brasil desta vez não tenha conseguido o título, terminou mais uma vez lutando pelo campeonato até o final com Lucas di Grassi, da equipe Audi. Ele e Nelsinho Piquet já são campeões da Formula E, mostrando que o automobilismo brasileiro vai bem nas categorias elétricas.

“A cada ano o campeonato cresce, já temos a presença maciça de montadoras investindo nesta tecnologia que já é realidade em todo mundo e teremos um grid ainda maior no ano que vem”, diz Di Grassi, citando a chegada das equipes oficiais da Porsche e Mercedes. Esta última temporada também foi marcada pela estreia de Felipe Massa na categoria.

Jaguar I-PACE eTROPHY: competição em Nova York Jaguar I-PACE eTROPHY: competição em Nova York

Jaguar I-PACE eTROPHY: competição em Nova York (Jaguar/Divulgação)

Outro brasileiro que fará teste na Formula E será Jimenez, como premiação pelo título da categoria preliminar – ele andará com a equipe Jaguar em data ainda a ser anunciada.

“Ganhar o primeiro título do mundo de um campeonato com carros de turismo 100% elétricos é um grande momento em minha carreira, mas ganhar este teste é algo incrível, algo que sempre lutei em minha vida como piloto. É uma premiação especial para o campeão e farei de tudo para aproveitar esta oportunidade para marcar uma nova chance em minha carreira”, disse Jimenez, que antes de competir na Stock Car e nos carros de turismo direcionou sua carreira para F1.

Campeão da Formula Renault no Brasil em 2002, ele chegou até a GP2 (atual F2), mas não teve patrocínio para seguir para a categoria principal. Se o futuro do automobilismo é mesmo elétrico, os pilotos brasileiros parecem já mostrar bem adaptados à nova realidade – como mostram os três títulos nestes cinco primeiros anos.

Daniel Abt e Lucas Di Grassi: pilotos da Fórmula E pela Audi Sport ABT Schaeffler Daniel Abt e Lucas Di Grassi: pilotos da Fórmula E pela Audi Sport ABT Schaeffler

Daniel Abt e Lucas Di Grassi: pilotos da Fórmula E pela Audi Sport ABT Schaeffler (Audi Sport ABT Schaeffler/Divulgação)