Navio da Carnival terá montanha-russa a bordo

O Mardi Gras, que zarpará em 2020, foi batizado em homenagem ao primeiro navio da empresa, inaugurado em 1972

O novo navio Mardi Gras da Carnival oferecerá algo inédito para uma companhia de cruzeiros: uma montanha-russa no mar.

Na montanha-russa, quatro pessoas em veículos semelhantes a motocicletas viajarão a até 65 quilômetros por hora e a quase 19 andares acima do nível do mar.

As operadoras de cruzeiros, que têm um número recorde de novos navios encomendados, estão em uma espécie de corrida armamentista, buscando oferecer atrações cada vez mais impressionantes para atrair hóspedes. A Royal Caribbean Cruises colocou, segundo a empresa, o mais alto dos escorregadores em seu novo Symphony of the Seas, enquanto o Bliss, da Norwegian Cruise Line, estreou recentemente uma pista de kart de dois níveis.

O Mardi Gras, que zarpará em 2020, foi batizado em homenagem ao primeiro navio da Carnival, inaugurado em 1972. Será o maior navio já construído pela linha Carnival, com 180.000 toneladas — mais de seis vezes maior que seu homônimo.

O tamanho do navio garante espaço e estabilidade para incluir uma montanha-russa, disse Christine Duffy, presidente da Carnival, em entrevista. Outros navios da Carnival incluem um parque aquático, circuito de cordas e uma pizzaria que realiza entregas na cabine dos passageiros 24 horas por dia.

“Tentamos ter uma novidade em cada navio”, disse Duffy.

O Mardi Gras também funcionará com gás natural liquefeito, parte de uma tendência mais ampla de busca por navios mais ecológicos.