Namorada de Berlusconi pode pedir indenização

Francesca Pascale, estuda pedir ao canal de televisão italiano 'A7' uma indenização de 10 milhões de euros

Roma – A namorada de Silvio Berlusconi, Francesca Pascale, estuda pedir ao canal de televisão italiano “A7” uma indenização de 10 milhões de euros (cerca de R$ 29,6 milhões) por transmitir na última quinta-feira uma entrevista com a búlgara Michelle Bonev, na qual a atriz afirmava que a companheira do ex-primeiro-ministro “é lésbica”.

A denúncia de Francesca, conforme informou nesta sexta-feira seu advogado à imprensa local, deverá ser contra o popular apresentador italiano Michele Santoro e contra a atriz búlgara que assegurou ter recebido vários favores de Berlusconi.

Michelle Bonev disse ter conhecido Francesca Pascale, a quem chamou de “calculista sem escrúpulos”, através do próprio político durante uma festa. Segundo a atriz, a Francesca é uma “uma menina com ciúmes de mulheres.”

“Começamos uma amizade fraternal, mas isso mudou e nós tivemos uma relação amorosa”, lembrou Michelle.

Além disso, a atriz afirmou que o ex-primeiro-ministro a ajudou a chegar à Mostra de Veneza de 2010 com o filme “Good Bye Mamma” e favoreceu a aquisição do filme pela rede de televisão pública italiana “Rai”, que comprou o longa pelo valor de um milhão de euros.

Em seu Twitter, a búlgara afirma que ainda não recebeu a denúncia oficialmente, mas que está “preparada para manter a verdade diante dos magistrados”, da mesma forma que fez na televisão.

A entrevista levantou uma onda de indignação no partido de Berlusconi, o Povo da Liberdade (PdL).

O vice-presidente e ministro do Interior, Angelino Alfano, criticou com veemência em sua página do Facebook a entrevista e qualificou o estilo de trabalho do apresentador de “jornalismo vulgar”.