Museu de Auschwitz tem recorde de visitantes em 2019

Em três semanas, será celebrado o 75º aniversário de libertação dos prisioneiros que estavam nesse local histórico do Holocausto

O campo de concentração de Auschwitz-Birkenau registrou recorde de visitantes em 2019, com um total de 2,32 milhões de pessoas, informou a direção do museu existente no local.

Comparado a 2018, que já havia registrado um recorde, 170 mil pessoas a mais visitaram o museu no último ano.

Em três semanas, será celebrado 75º aniversário de libertação dos prisioneiros que estavam nesse local histórico do Holocausto.

De acordo com o comunicado da direção do museu, cerca de 81% desses visitantes estiveram acompanhados dos 340 guias do local, que oferece visitas guiadas em 21 línguas.

Entre as nacionalidades que mais visitaram o antigo campo de concentração da Segunda Guerra Mundial no último ano, os poloneses ocupam o primeiro lugar, com 396 mil visitantes, seguidos dos britânicos (200 mil), americanos (120 mil), italianos (104 mil) e alemães (73 mil).