Mulher mais rica da Austrália acusada de avareza pelos filhos

E-mails publicados por um tribunal revelam que uma das filhas de Gina Rinehart assegura não dispor de mais de 60.000 dólares e diz que deseja ter um segurança

Sydney – A bilionária australiana Gina Rinehart, herdeira das minas Hancock, pode virar a mulher mais rica do mundo, mas a justiça revelou várias mensagens dos filhos que a acusam de avareza.

Segundo a revista Forbes Asia, Rinehart, 57 anos, que tem uma fortuna de 18 bilhões de dólares, é a mulher mais rica da Austrália e da região Ásia-Pacífico.

“Se os preços das matérias-primas permanecerem estáveis, Rinehart pode suceder Christie Walton como a mulher mais rica do mundo”, segundo a revista.

Walton, americana, é viúva de um dos filhos do fundador da rede de supermercados Wal-Mart.

E-mails publicados por um tribunal que deve solucionar um conflito na família Rinehart revelam que uma das filhas de Gina Rinehart assegura não dispor de mais de 60.000 dólares.

Nas mensagens eletrônicas, Hope Welker, 27 anos, escreve a mãe que precisa de um cozinheiro e uma faxineira, e que deseja ser protegida por um segurança, em função da fortuna familiar.

“Não sei se você entende o que isto significa, agora que todos pensam que você será mais rica que Bill Gates. Isto significa que todos necessitamos de guarda-costas e de casas mais seguras”, escreveu a mulher em julho de 2011.

Três dos quatro filhos da bilionária entraram com uma ação judicial contra a mãe sobre o controle de uma empresa familiar cujos ativos superam três bilhões de dólares.

Gina Rinehart tentou impedir a publicação dos e-mails, mas o juiz Michael Ball autorizou a divulgação.