Muito mais que a irmã da Cleo Pires

Fábio Jr. teve sucesso com uma música chamada Pai e como pai de verdade. Não bastasse ter dado ao mundo uma estrela global, repetiu a dose com outra filha maravilhosa: Tainá Galvão

Ela tentou, tentou, mas não conseguiu fugir de sua vocação. Com medo da crítica e da pressão envolvida por ser de uma das famílias mais badaladas da mídia (que tal ser filha do Fábio Jr. e irmã da Cleo Pires e do Fiuk?), Tainá Galvão se esforçou para não embarcar na carreira artística. Aventurou-se por cinco faculdades (publicidade, gastronomia, direito, decoração e psicologia) até se render às evidências e finalmente se dedicar à música. Se bem que isso só aconteceu depois de uma bronquinha do pai, quando Tainá arrumou emprego de corretora da bolsa de valores em mais um drible em seu próprio talento. Ela conta: “Meu pai entrou no meu quarto e disse: ‘Agora você vai me ouvir! Você tem um dom que Deus te deu e tem que aproveitá-lo’ ”. Cleo (irmã apenas por parte de pai) e Fiuk (irmão de pai e mãe) também apoiaram, e, com esses três a favor, quem iria contra? Fã de música que “toca a alma”, Tainá gosta de artistas como Almir Sater, Nando Reis e Marina Lima. Foi inclusive cantando Fullgás, da Marina, que ela fez uma participação no último CD de Fábio Jr., Íntimo. Nesta sua primeira sessão de fotos sensuais, Tainá diz que ficou à vontade: “Gosto desse sex-appeal, acho que é uma coisa de família. Meu pai tem muito, a Cleo tem, o Filipe [Fiuk] tem, minha outra irmã também. E acho que meu olhar é bem forte”. Solteira aos 25 anos, ela diz que não está procurando namorado porque quer aproveitar este momento musical. Mas gosta de homens misteriosos e seguros. “Eu gosto que me olhem. Eu gosto da paquera, acho intrigante quando o homem fica te estudando, para ver como chegar em você…”.

Foto: Marcos Alberti Realização: Andrea Bueno e Juliana Hirschmann Beleza: Eddy Gomes Agradecimentos: Fernanda Esteves (tricô de lurex), Miz Couture (calcinha), Amora (pulseira)