Mostra de Harry Potter com corujas amarradas gera polêmica em SP

Visitantes podem tirar foto com os animais, que se encontram presos pelos pés, durante o horário de visitação, de 12h às 22h

São Paulo – A exposição Casa dos Bruxos, que replica cenários da famosa franquia “Harry Potter”,  no Shopping Eldorado em São Paulo, está no centro de uma polêmica. Em uma parte do percurso da mostra, os visitantes podem tirar foto com corujas  vivas, que são mantidas presas, amarradas pelos pés, durante o horário de visitação, de 12h às 22h.

Embora a exposição tenha começado no dia 18 deste mês, as demonstrações de indignação ganharam fôlego nesta quarta-feira, após uma postagem em rede social feita pela ativista dos direitos dos animais Luisa Mell, que disse ter sido avisada por uma seguidora sobre a situação, que classificou como “crueldade” e “maus-tratos”. O post gerou uma enxurrada de críticas nos perfis do Shopping Eldorado nas redes sociais. 

A exposição está aberta de terça a domingo, e vai até dia 11 de março.  O percurso inclui um caminho entre a Casa Trouxa, o Beco, o Grande Salão, as Salas de Poções e Feitiços, a Biblioteca e uma visita à loja com produtos licenciados da franquia.

Em nota oficial publicada em seu perfil no Instagram, o shopping Eldorado informa que os maus-tratos aos animais não condizem com os valores do estabelecimento e que está apurando as denúncias junto ao operador terceirizado responsável pelo evento para que as medidas cabíveis sejam tomadas.

O shopping também reforça que exige o cumprimento de todas as normas do Conselho de Medicina Veterinária, que assegura a saúde e o bem-estar dos animais, e que a presença das corujas foi suspensa até que os fatos sejam esclarecidos.

Segundo o jornal Folha de São Paulo, a assessoria da “Casa dos Bruxos” teria dito que as quatro corujas que estavam no local são de criador autorizado pelo Ibama, e que os animais corujas tinham permissão para participar de eventos desse tipo, eram alimentadas antes de entrar na mostra e ficavam em um ambiente escuro e adequado. Além disso, os visitantes seriam alertados para não usar flash e também não podiam tocar nos animais. Em decorrência das manifestações contrárias, a organização decidiu retirar os animais da exposição.

Procurada, a assessoria do evento não atendeu as ligações de EXAME.com.