Morre Bill Cunningham, lendário fotógrafo de moda do NYT

Cunningham identificava a cada semana as tendências de moda da cidade e seus retratos se centravam especialmente nos personagens extravagantes

Washington – Bill Cunningham, lendário fotógrafo e retratista da moda de Manhattan (EUA) durante quatro décadas, morreu aos 87 anos idade, confirmou neste sábado o jornal “The New York Times”, onde publicou seus trabalhos.

Cunningham tinha sido hospitalizado há uma semana após sofrer um parada cardíaca.

Sua coluna fotográfica de moda nova-iorquina, captada nas ruas de Manhattan, era publicada na edição dominical de estilo do jornal desde 1978 e se transformou rapidamente em uma das mais procuradas pelos leitores.

Cunningham identificava a cada semana as tendências de moda da cidade e seus retratos se centravam especialmente nos personagens extravagantes e poucos discretos.

Singular: com sua bicicleta, Bill Cunningham percorria a cidade NY atrás de novas tendências, em foto de 27 de junho de 2015. (Cindy Ord / Getty Images)

Certa vez, a diretora da Vogue, Anne Wintour, afirmou que “todas nos vestimos para Bill”.

Paradoxalmente, Cunningham era conhecido por sua humildade e austeridade.

Vivia em um pequeno apartamento repleto de negativos de seus trabalhos, e sempre tomava café da manhã na mesma cafeteria debaixo de sua casa.

“O dinheiro é o mais barato que existe. O mais caro é a liberdade”, costumava dizer.

Cunningham nasceu em 1929 em Boston, no seio de uma família de origem irlandês, e antes do “The New York Times” trabalhou para o “Chicago Tribune” e o “Daily News”.