Morre a agente literária do ‘boom latino-americano’

Carmen Balcells, representante de escritores como Gabriel García Márquez e Mario Vargas Llosa, morreu aos 85 anos

Barcelona – Carmen Balcells, figura-chave do momento conhecido como ‘boom latino-americano’ e representante de escritores como Gabriel García Márquez e Mario Vargas Llosa, morreu aos 85 anos, informaram à Agência Efe nesta segunda-feira amigos da família.

Carmen, natural de Lérida, na Espanha, representou mais de 300 escritores que escreveram nos idiomas espanhol e português e às mais prestigiadas editoriais latinas. Em sua relação figuram os máximos expoentes da explosão comercial da literatura nos anos 60, entre eles vários prêmios Nobel, como García Márquez e Vargas Llosa, Pablo Neruda, Miguel Ángel Asturias e Camilo José Cela.

Uma de suas últimas aparições públicas aconteceu em 16 de março no Salão Cental da Prefeitura de Barcelona para participar da entrega póstuma da Medalha de Ouro da Cidade ao escritor Gabriel García Márquez, que chegou em 1967 a Barcelona e em onde viveu durante sete anos.

A homenagem a aquela que era conhecida como ‘mama grande’ foi unânime entre escritores e editores, que expressaram seu pesar nas redes sociais, onde o falecimento de Carmen se tornou ‘trending topics’.

A morte de Carmen Balcells deixa no ar o futuro de sua agência, a Agencia Balcells, depois de a aliança com Andrew Wylie não ter ido à frente. Há algumas semanas, ele anunciou a criação da The Wylie Agency Espanha e que estava deixando a agência literária barcelonesa.