McLaren Senna foi feito com 500 mil peças de Lego em tamanho real

Primeiro modelo interativo pode ser “ligado” e simular ronco do motor. Projetistas levaram 5 mil horas para montar a réplica do carro

Quando duas marcas icônicas se unem, o resultado promete surpreender fãs e o público em geral. Da parceria entre McLaren e Lego surgiu a versão do McLaren Senna construído em tamanho real com meio milhão de peças.

O carro é a versão mais realista e ambiciosa da McLaren já feita pela Lego – e foi construído em segredo por projetistas, que levaram quase 5 mil horas para montar o veículo, trabalhando 24 horas por dia. Com 467.854 peças, o carro pesa 1.700 kg – 500 a mais que a McLaren Senna real.

O modelo de verdade feito para rodar em ruas e estradas vale cerca de R$ 8 milhões e no Brasil foi apresentado oficialmente no estande da marca Senna, no último Salão Internacional do Automóvel, em São Paulo, no início de novembro do ano passado. As 500 unidades que estão sendo produzidas na McLaren Automotive, em Woking, na Inglaterra, foram imediatamente comercializadas. Com motor V8 4.0 biturbo, com 800 cavalos de potência, atinge velocidade máxima de 340 km/h e acelera de 0 a 200 km/h em apenas 6,8 segundos. Seu maior destaque é a aerodinâmica semelhante à de um carro de F-1.

McLaren Senna construído com Lego

 (McLaren/Divulgação)

Mas a versão Lego também oferece emoção: os fãs podem entrar no modelo, sentar atrás do volante, apertar o botão “Start” no teto e ouvir até uma simulação do ronco do motor do superesportivo em alta velocidade.

Além disso, é possível ligar os faróis, acender o pisca-alerta e acessar o sistema de informação e entretenimento no painel. Para os fãs das marcas uma experiência envolvente, interativa e, acima de tudo, divertida, que deverá ser apresentada em eventos ao redor do mundo.

A parceria entre McLaren e a fabricante de brinquedos dinamarquesa Lego já havia rendido frutos em 2017, com a contrução de um 720S em escala real. A diferença é que nesta nova construção foram utilizados 467.854 blocos individuais, quase 200 mil blocos a mais do que foram usados para concluir o modelo anterior.

McLaren Senna construído com Lego

 (McLaren/Divulgação)

Com equipes de até 10 projetistas, foram necessárias 2.725 horas para juntar todas as peças de Lego do McLaren Senna, nove vezes mais do que se leva para produzir um Senna de verdade, meticulosamente montado a mão – são 300 horas!

Incluindo o design e o desenvolvimento do projeto, foram 4.935 horas para criar o modelo, envolvendo pelo menos 42 pessoas da equipe de construção da Lego.

O McLaren Senna é o primeiro modelo McLaren Lego a incorporar peças internas de um carro real, destacando a sua autenticidade. A cabine do motorista é em fibra de carbono leve e os bancos, volante e pedais são originais do McLaren Senna de rua, assim como os emblemas. A versão é montada com rodas e pneus Pirelli com as especificações reais.

As portas diédricas são feitas com os bloquinhos e são removíveis para permitir o acesso das pessoas à cabine. O modelo de Lego foi feito com peças na cor cinza Victory com detalhes contrastantes em laranja. Apesar de o modelo em tamanho real não estar à venda, a Lego oferece réplicas de 15 cm que custam aproximadamente R$ 100 em lojas brasileiras.