Leonardo DiCaprio ganha seu primeiro Oscar com “O Regresso”

Ator aproveitou para fazer uma mensagem a favor da luta pelo meio ambient

Los Angeles – Leonardo DiCaprio levou neste domingo (madrugada de segunda-feira, horário de Brasília) o Oscar de melhor ator pelo filme “O Regresso”, um prêmio “produto dos esforços incríveis do elenco e de toda a equipe”, disse o ator ao receber a estatueta.

DiCaprio, que quis dedicar o prêmio a seu “irmão” Tom Hardy, o coprotagonista do filme, e a Alejandro González Iñárritu, que pouco antes tinha ganhado o prêmio de melhor diretor pela obra.

“Você está fazendo história no cinema. Obrigado a você e a Lubezki por criar experiências cinematográficas transcendentes”, disse.

O ator aproveitou para fazer uma mensagem a favor da luta pelo meio ambiente.

“A mudança climática é real e está acontecendo atualmente; é a ameaça mais urgente que nossa espécie enfrenta. Devemos apoiar os líderes de todo o mundo e lutar pelos indígenas, as pessoas sem privilégios e as pessoas sem voz”, disse DiCaprio.

Seus rivais eram Bryan Cranston (“Trumbo: Lista Negra”), Matt Damon (“Perdido em Marte”), Eddie Redmayne (“A Garota Dinamarquesa”) e Michael Fassbender (“Steve Jobs”).

Esta é a sexta indicação de DiCaprio e a quinta como ator (a outra foi como produtor de “O Lobo de Wall Street”) após “Gilbert Grape: Aprendiz de Sonhador”, “O Aviador”, “Diamante de Sangue” e “O Lobo de Wall Street”.

Para “O Regresso”, o ator passou praticamente um ano de filmagem a cavalo entre as montanhas rochosas canadenses até a Patagônia argentina que em algumas ocasiões se tornou, segundo testemunhos da produção, em um autêntico “inferno” por causa das dificuldades das condições climatológicas nas quais aconteceu a gravação.