LeBron James não jogará Mundial, mas não descarta ida a Tóquio-2020

Com a eliminação na NBA, LeBron James deve voltar a jogar apenas em outubro, no início da nova temporada da liga profissional norte-americana

Los Angeles – Eliminado dos playoffs da NBA pela primeira vez desde 2005, LeBron James não quer saber de entrar em quadra para uma partida oficial até o mês de outubro, quando começará uma nova temporada da liga profissional norte-americana de basquete. Nesta segunda-feira, o astro do Los Angeles Lakers confirmou que não se juntará à seleção dos Estados Unidos para a disputa do Mundial da China, que acontecerá de 31 de agosto a 15 de setembro. Mas não descarta a sua participação nos Jogos Olímpicos de Tóquio, no Japão, no ano que vem.

LeBron já havia decidido e avisado o técnico Gregg Popovich, do San Antonio Spurs e da seleção dos Estados Unidos, que não disputaria o Mundial. Especulações davam conta que a decisão poderia ser revertida com a eliminação dos Lakers, mas o astro quer descansar neste verão norte-americano.

“Eu amo tudo sobre Pop (Popovich), obviamente, mas este não é um bom verão para mim”, disse LeBron em entrevista ao site norte-americano The Athletics. O descanso só será interrompido nos próximos meses para as gravações do filme Space Jam 2, que teve Michael Jordan como protagonista na primeira versão, gravada nos anos 90.

Com 34 anos, o astro dos Lakers, que já foi campeão da NBA pelo Miami Heat e pelo Cleveland Cavaliers, pensa em disputar os Jogos de 2020, em Tóquio. “Vai depender de como estarei me sentindo. Eu amo as Olimpíadas”, afirmou o jogador, que disputaria a competição pela quarta vez em sua carreira – conquistou o ouro em Pequim-2008 e Londres-2012 e faturou o bronze em Atenas-2004.