Leão é roubado de criadouro particular no interior de SP

Roubo ocorreu na madrugada de ontem, mas apenas hoje a Secretaria Estadual do Meio Ambiente divulgou uma nota para cobrar medidas urgentes da polícia

Rio de Janeiro – Um grupo de desconhecidos invadiu um criadouro particular em Monte Azul Paulista, no interior de São Paulo, e roubou um leão de 9 anos, identificado como Rawell, informaram nesta sexta-feira fontes oficiais.

O insólito roubo do animal, que pesa cerca de 300 quilos, ocorreu na madrugada de ontem, mas apenas hoje a Secretaria Estadual do Meio Ambiente divulgou uma nota para cobrar medidas urgentes da polícia.

Os ladrões – dois homens e uma mulher – chegaram até o criadouro em uma caminhonete que trazia uma jaula em sua carroceria. Posteriormente, eles forçaram o portão de madeira e entraram no local, antes de seguir em direção à jaula em que o leão estava.

O veterinário Oswaldo García Júnior, responsável pelo resguardo do animal, afirmou que os autores do roubo provavelmente sedaram Rawell antes de tirá-lo da jaula, já que, segundo ele, o felino não é dócil e nem pacífico.

“Deve ter sido alguém que sabia lidar com leões. Tratar um animal desses não é fácil”, afirmou o veterinário. Segundo ele, pelas marcas encontradas no chão, o animal deve ter sido arrastado em algum objeto pesado até a caminhonete.

“Os vizinhos viram a chegada da caminhonete, mas pensaram que fossem fiscais da Polícia Florestal ou do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente trazendo outro animal abandonado ou ferido para que cuidássemos”, assegurou.

O responsável relatou que Rawell chegou ao criadouro em 2009 através de um criador que alegou não ter mais condições de mantê-lo, já que o animal come cinco quilos diários de carne. “Veio muito maltratado, sem as garras, magro e sem a juba. Ele tem que ter o fim de vida digno que nós queremos dar a ele”, finalizou o veterinário.