Lançamento de álbum do Daft Punk transforma cidade rural

Após muita espera, publicidade e, inclusive, vazamentos na internet, o duo francês fará nesta sexta-feria o lançamento mundial de "Random Access Memories" na Austrália

Sydney – Após muita espera, publicidade e, inclusive, vazamentos na internet, o duo francês Daft Punk fará nesta sexta-feria o lançamento mundial de seu novo álbum, “Random Access Memories”, na Austrália, mais precisamente em Wee Waa, uma remota cidade rural do país oceânico.

Formado por Guy-Manuel de Homem-Christo e Thomas Bangalter, reconhecidos pelo uso de capacetes de robô, o Daft Punk também escolheu Wee Waa para ambientar seu próximo clipe, que deverá exaltar o espírito da população da cidade e imagens de seus arredores.

Entre elas, o duo destaca o enorme telescópio e as seis antenas parabólicas que a Organização para a Pesquisa Industrial e Científica da Comunidade da Austrália (CSIRO) possui na região.

“Sim, é verdade. O Daft Punk escolheu a cidade de Wee Waa para esse lançamento mundial (de “Random Access Memories”), que será o evento mais emocionante já visto na cidade”, diz o site oficial de Wee Waa, cujo nome significa “fogo para assar” no idioma aborígine.

Situada a 571 quilômetros ao norte de Sydney e com pouco mais de dois mil habitantes, Wee Waa é a capital algodoeira da Austrália, cuja tranquilidade será interrompida nesta noite com a chegada de mais de 4 mil fãs do duo.

As entradas para esta apresentação, que coincidirá com uma feira anual de dois dias e que deverá durar apenas 15 minutos, foram esgotadas em 13 minutos.

Os fãs do duo, inclusive, não se importaram com o fato dos integrantes não terem confirmado presença e nem com a falta de informações em torno deste lançamento.


Diante desta expectativa, as autoridades desdobraram um contingente policial que inclui membros do esquadrão antidistúrbios.

A chefe do operacional, Jenny Hayes, afirmou à emissora local “ABC” que se trata do “maior evento já realizado em uma pequena cidade remota, como Wee Waa”, e por isso espera uma grande onda de gente. “Temos que estar preparados para qualquer circunstâncias”, completou Jenny ao falar de um possível abuso de substâncias tóxicas e atos de violência.

Em Wee Waa, a expectiva do show comoveu a população local, já que os estudantes passaram a repetir os movimentos robóticos do grupo, enquanto outros moradores postam vídeos na internet com os capacetes do duo e colhendo algodão.

“Random Access Memories” conta com diversas colaborações de destaque, incluindo a do produtor e pioneiro no uso de sintetizadores, o italiano Giorgio Moroder, ganhador de três prêmios Oscar como compositor.

Junto a Moroder, a lista de convidados do quarto álbum de estúdio do Daft Punk, que conta com 13 faixas, inclui os americanos Nile Rogers e Panda Bear (fundador de Animal Collective), além do canadense Chilly Gonzales. Isso sem falar em Julio Casablanca, vocalista dos Strokes, e no rapper Pharrell Williams.

O Daft Punk, que se tornou popular na década de 90, ganhou dois Grammy de melhor álbum de música eletrônica e melhor gravação de “dance” com “Alive 2007” e compôs a trilha sonora do filme “Tron: O Legado” (2010).