Kobra faz murais em Tóquio para promover os Jogos Olímpicos

Ele fez um grafite em homenagem a músicos da Bossa Nova, realizado com o objetivo de promover a cidade do Rio de Janeiro na capital japonesa

Tóquio – O grafiteiro Eduardo Kobra, um dos artistas de rua mais reconhecidos do Brasil, retratou os principais nomes bossa nova, Tom Jobim e Vinícius de Moraes, em um colorido mural na fachada da Embaixada do Brasil em Tóquio.

Trata-se de um grafite em homenagem a estes músicos, realizado com o objetivo de promover a cidade do Rio de Janeiro na capital japonesa, já que ambas serão sede dos Jogos Olímpicos de 2016 e 2020, respectivamente.

“A bossa nova é o cartão de visita da cultura brasileira. Não necessita ser promovida, mas se podemos utilizá-la para promover outros aspectos do Brasil, como a realização dos Jogos”, explicou nesta quinta-feira à Agência Efe o conselheiro de Assuntos culturais da Embaixada do país sul-americano em Tóquio, Pedro Brancante.

A ideia de imortalizar os músicos brasileiros em um grafite partiu de Kobra, que trabalhou cinco dias neste mural de 15 metros de largura por 4 de altura que fica na fachada principal da sede brasileira na capital japonesa, onde não existem murais deste tipo.

Kobra, de 38 anos, retratou em um realista grafite Vinicius de Moraes tocando o violão e Tom Jobim de perfil, sobre um fundo de cores vivas e figuras geométricas.

Além de promover a cultura brasileira no Japão, os responsáveis da Embaixada brasileira buscam com esta iniciativa fortalecer a conexão entre ambos países, com fortes laços migratórios e históricos.

“O resultado não podia ser melhor e os pedestres tiram fotografias e perguntam quem são os protagonistas”, detalhou Brancante.

O grafiteiro Eduardo Kobra, que cresceu em São Paulo, é um dos artistas com mais renome do grafite no Brasil, onde retratou figuras públicas como o arquiteto Oscar Niemeyer.