Justiça sul-africana adia audiência de Pistorius para agosto

O atleta é acusado pela morte da namorada Reeva Steenkamp, de 29 anos, que foi encontrada com várias marcas de tiros no último dia 14 de fevereiro

Johanesburgo – O Tribunal da Magistratura de Pretória decidiu nesta terça-feira adiar a audiência prévia ao julgamento do atleta sul-africano Oscar Pistorius, acusado do assassinato de sua namorada, a modelo Reeva Steenkamp, para o próximo dia 19 de agosto.

“O senhor Pistorius tem o caso contra si adiado para dar mais tempo à investigação”, afirmou o juiz Daniel Thulare se dirigindo ao acusado.

Assim, Thulare aceitou o pedido de adiamento da audiência, na qual Pistorius voltou a aparecer diante do juiz mais de três meses depois de ter alcançado sua liberdade provisória sob pagamento de fiança.

A juíza Andrea Johnson pediu o adiamento da audiência citada para dar mais tempo à polícia investigar o caso, segundo a emissora de rádio local “Eyewitness News”.

A defesa do campeão paralímpico se mostrou de acordo com o pedido da promotoria, que evitou a dar mais detalhes sobre os motivos de sua solicitação.

Além disso, o juiz declarou estar preocupado com o “julgamento” paralelo que a imprensa submete o acusado e pediu para imprensa “respeitar a constituição”.

O corpo de Reeva Steenkamp, de 29 anos, foi encontrado com várias marcas de tiros no último dia 14 de fevereiro na casa do atleta em Pretória, enquanto Pistorius confessou ter efetuado os disparos em fevereiro.

A promotoria acusa Pistorius, de 26 anos, de “assassinato premeditado”, uma acusação que poderia lhe custar prisão perpétua.

Por sua parte, o atleta assegurou ter disparado contra sua namorada pensando que a mesma era um intruso que tinha invadido em sua casa.

A justiça sul-africana concedeu liberdade provisória a Pistorius no último dia 22 de fevereiro sob pagamento de fiança.