Jornalista esportivo Juarez Soares morre aos 78 anos em São Paulo

Com mais de 60 anos de carreira, ele lutava contra problemas de saúde nos últimos anos

São Paulo — O jornalista e comentarista esportivo Juarez Soares morreu nesta terça-feira (23), em São Paulo, aos 78 anos. Conhecido como China, ele iniciou a carreira na imprensa esportiva na década de 1950 em emissoras de rádio do interior de São Paulo.

Anos mais tarde, passou a trabalhar em emissoras como TV Globo, Bandeirantes e por último, na RedeTV!. Nos últimos anos ele lutava contra um câncer.

Natural de São José dos Campos (SP), ele iniciou na comunicação como repórter de rádio e em 1974 teve a oportunidade de cobrir a primeira Copa do Mundo, pela rádio Globo.

Logo depois Juarez Soares recebeu o convite para trabalhar na TV Globo e participou de grandes coberturas, como nos Jogos Olímpicos de 1976, em Montreal, e nas Copas de 1978 e 1982.

Já no fim década de 1980, o jornalista passou a integrar a equipe da TV Bandeirantes, ao lado do locutor Luciano do Valle. Juarez Soares foi promovido na emissora ao cargo de diretor de esportes, com a missão de coordenar coberturas importantes.

Anos depois, em meados dos anos 1990, passou também pelo SBT e Record. O último trabalho em televisão terminou em abril deste ano, na RedeTV!.

Além da carreira na imprensa, Juarez Soares participou também da política. Filiado ao PT, foi secretário de Esportes de São Paulo durante a gestão da prefeita Luiza Erundina e vereador de São Paulo.

Também chegou a ser candidato a vice-prefeito de São Paulo na chapa de Paulinho da Força, em 2004.