Jornalista e escritor Carlos Heitor Cony é internado no Rio

Segundo boletim médico, Cony chegou ao hospital com quadro de crises convulsivas, devido a um pequeno hematoma cerebral resultado de leve traumatismo craniano

Rio de Janeiro – O jornalista, escritor e acadêmico Carlos Heitor Cony, 87 anos, está internado desde ontem (14), no Hospital Pró-Cardíaco, em Botafogo, zona sul da capital fluminense.

De acordo com o boletim médico, ele chegou ao hospital com um quadro de crises convulsivas, devido a um pequeno hematoma cerebral resultado de um leve traumatismo craniano.

O paciente está lúcido e respira sem auxílio de aparelhos. Não há previsão de alta. Cony é o quinto ocupante da Cadeira n°3 da Academia Brasileira de Letras (ABL). Ele foi eleito em 23 de março de 2000, como sucessor de Herberto Sales.

Carlos Heitor Cony colaborou por mais de 30 anos na revista Manchete e dirigiu a Fatos & Fotos, entre outras publicações.

De 1985 a 1990, foi diretor de Teledramaturgia da Rede Manchete, produzindo e escrevendo sinopses das novelas A Marquesa de Santos, Dona Beija, e Kananga do Japão.

Em 1993, substituiu Otto Lara Resende na crônica diária do jornal Folha de S.Paulo, do qual é membro do Conselho Editorial. É comentarista diário da rádio CBN.

O escritor ganhou duas vezes o Prêmio Manuel Antônio de Almeida, com os romances A Verdade de Cada Dia, em 1957, e Tijolo de Segurança, em 1958. Os romances Quase Memória e A Casa do Poeta Trágico ganharam o Prêmio Livro do Ano, em 1996 e 1997, concedido pela Câmara Brasileira do Livro.