Jogadores brasileiros exaltam Alemanha antes do duelo

Atacante da seleção Hulk afirmou que o jogo de terça "será uma final antecipada"

Fortaleza – Os jogadores do Brasil esperam uma grande partida contra a Alemanha na luta por uma vaga na decisão do título da Copa do Mundo. “Será uma final antecipada”, disse Hulk, ciente das dificuldades que o time vai encontrar na semifinal de terça-feira em Belo Horizonte.

Todos os atletas enaltecem o estilo alemão, e sabem que é uma seleção que pode levar muito mais perigo ao Brasil do que foi oferecido até agora. Para Luiz Gustavo, o adversário será um rival muito perigoso. “Vamos ter de nos superar para passar por eles”, avisou o volante.

Suspenso, Luiz Gustavo ficou sofrendo na vitória desta sexta-feira sobre a Colômbia, sem poder ajudar os companheiros.

“Temos de estar preparados. Não teremos o Thiago Silva nem o Neymar, e precisamos jogar por eles. Sabemos que numa semifinal de Copa só grandes equipes chegam”, avisou o volante.

Como atua no futebol alemão (defende atualmente o Wolfsburg), Luiz Gustavo conhece muito bem os rivais e, inclusive, já atuou ao lado de alguns deles no Bayern de Munique. “Claro que conheço bem o time deles. A Alemanha é uma grande equipe, sem dúvida”, avaliou.

Com a ausência de Thiago Silva, Dante deve entrar na zaga ao lado de David Luiz. Ele também conhece de perto o futebol alemão por atuar no Bayern de Munique.

“É uma seleção muito boa, bem estruturada e que possui muita qualidade. Precisamos de muita atenção terça-feira”, avisou o zagueiro.

Jogo Aéreo

Experiente, o goleiro Julio Cesar sabe que uma das armas do adversário é o cruzamento de bola na área, e isso tem sido uma complicação para o Brasil no Mundial.

“Eles são fortes nas jogadas aéreas, mas vamos nos preparar bem para isso”, comentou o titular do gol brasileiro. “O que mais admiro neles é a obediência tática.”

Fred, que mais uma vez passou em branco, não se abala com a ausência de gols e espera que eles saiam no momento certo. Para o centroavante, a semifinal será o maior desafio da seleção neste Mundial.

“Acho que será o adversário de mais qualidade que vamos enfrentar, com todo o respeito aos outros times. Mas nosso objetivo é chegar à final no Maracanã no dia 13, e precisamos vencer terça-feira e passar mais este obstáculo”, disse o jogador, que ainda não sabe quem fará companhia a ele no ataque no lugar de Neymar.