Jared Leto tentou cancelar Coringa de Joaquin Phoenix

Segundo informações do The Hollywood Reporter, Leto não gostou muito da ideia de Phoenix dar vida ao vilão

São Paulo — Ao contrário das críticas e do sucesso nas bilheterias, o ator e cantor Jared Leto parece não ter gostado muito do filme de origem do Coringa. O filme arrecadou cerca de 93,5 milhões de dólares na primeira semana.

Leto, que interpretou o vilão no filme Esquadrão Suicida (2016), parece ter ficado bravo com o fato de Joaquin Phoenix dar vida ao arqui-inimigo de Batman, segundo o site norte-americano The Hollywood Reporter. O descontentamento foi tanto que ele tentou, inclusive, cancelar o longa.

Uma das iniciativas de Leto, de acordo com o site, foi reclamar para os agentes da CAA, empresa que também cuida de Todd Phillips, o diretor de Coringa. O segundo pedido foi para que Irving Azoff, outro agente, ligasse para a Warner e ordenasse o cancelamento do filme de Phoenix.

O site cita que o argumento de Leto para o pedido de cancelamento à agência foi que aquela “não era forma de se tratar um vencedor do Oscar”, referindo-se a si mesmo.

As discussões iniciais apontavam que ele seria o protagonista de um filme sobre o vilão, mas o longa foi cancelado por conta de produções como o reboot de Esquadrão Suicida e o próprio filme estrelado por Phoenix.

O ator também não estará na sequência de Esquadrão Suicida, de James Gunn.

A assessoria de Leto nega as acusações. Apesar disso, o ator deixou a CAA no meio deste ano.