iPhone 3G contra a renca

 

O iPhone 3G, nova versão do maior sonho de consumo entre os celulares, chega às lojas dos Estados Unidos e mais duas dezenas de países em 11 de julho. No Brasil, deve pintar oficialmente até o fim do ano, conforme prometem a Claro e a Vivo. 

Além de herdar o carisma e o controle 100% na tela do primeiro modelo, o 3G tem acesso à internet quase três vezes mais veloz. E o preço caiu: o aparelho de 8 gigabytes custa US$ 199 (contra US$ 499
do antigo) – no Brasil, deverá sair por cerca de R$ 400. 

Mas, mesmo com a badalação, o iPhone não é perfeito e a concorrência corre para lançar smartphones
com touchscreen que aproveitem as falhas do xodó mundial.

IPHONE 3G (Apple)
À venda a partir de 11 de julho.
Pontos fortes: acesso veloz à internet em banda larga. Controle total via tela de 3.5 polegadas e 16 milhões de cores. Ampla possibilidade de baixar aplicativos que incrementam o funcionamento. Inclusão de GPS. Preço mais popular. Duas opções de capacidade de armazenamento: 8 e 16 gigabytes. 

Pontos fracos: a câmera só tira fotos com resolução de 2 megapixels – qualidade de imagem que até celulares menos incrementados já superaram. Não grava vídeo. Não tem comando de voz.

SAMSUNG INSTINCT e OMNIA
Dois rivais do iPhone de um mesmo fabricante lançados quase simultaneamente. O Instinct chegou no fim de junho e o Omnia baixa na Europa este mês.
Pontos fortes: o Instinct vem mais barato que o iPhone: US$ 130 (R$ 209). Seu GPS é mais esperto para indicar rotas e caminhos. A câmera tira fotos em 5 megapixels e grava vídeo.
Pontos fracos: a navegação de internet do Instinct é um pouco mais lenta e truncada. A aparência da tela é menos elegante.

HTC TOUCH DIAMOND
Lançado em junho.
Pontos fortes: é o mais leve dessa turma, com 110 gramas. A câmera é de 3.2 megapixels. 
Pontos fracos: a tela é menor, com 2.8 polegadas, o que deixa o teclado virtual mais espremido e complicado de dedilhar com rapidez. O preço está salgado: US$ 779 (R$ 1254). 

BLACKBERRY THUNDER 9500
Esperado para setembro.
Pontos fortes: a reputação da marca. Será o primeiro touchscreen da BlackBerry, que domina 44% do mercado de smartphones.
Pontos fracos: nada é oficial em relação ao Thunder. Mas teme-se que venha com câmera de só 2 megapixels, como o recente Bold 9000.

SONY ERICSSON XPERIA X1
Esperado para setembro.
Pontos fortes: bateria que dura 10 horas de conversação. Além do touchscreen, tem um teclado real deslizável. 
Pontos fracos: capacidade de armazenamento de arquivos e informações deve ser de meros 400 megabytes, muito abaixo dos 8 gigabytes do iPhone ou do Samsung Omnia.