Interpol pede prisão de fundador da PIP

Jean-Claude Mas, 72, é procurado na Costa Rica por "ameaças à vida e à saúde"

Lyon – A Interpol publicou em seu site que emitiu um “alerta vermelho” pedindo aos países-membros a prisão de Jean-Claude Mas, fundador da empresa que fabrica os implantes mamários PIP.

Jean-Claude Mas, 72, é procurado na Costa Rica por “ameaças à vida e à saúde”, segundo a Interpol.

A empresa PIP, fundada em 1991, em Seyne-sur-Mer, chegou a produzir 100 mil próteses por ano, como terceira maior empresa mundial do ramo, e exportava quase 84% de sua produção. Mas no começo de 2010, entrou em colapso, ante reiteradas denúncias de ruptura de suas próteses.

O fundador da PIP nasceu em 24 de maio de 1939, segundo a ficha da Interpol, cuja data de publicação não foi indicada. Uma foto o mostra com uma barba grisalha, segurando um quadro da polícia que exibe a data 1º de junho de 2010.

Os alertas vermelhos da Interpol são emitidos para pedir a prisão provisória de pessoas procuradas, com o objetivo de extradição, e se baseiam em uma ordem de prisão ou resolução judicial.