Icônica marca Henri Bendel fecha as portas após 123 anos

Marca lendária que vende bolsas, jóias, velas e outros acessórios, sinônimo de elegância, foi o personagem favorito de Carrie Bradshaw em "Sex and the City"

A marca de acessórios femininos Henri Bendel, fundada há 123 anos, fechará suas 23 lojas e seu site em janeiro, incluindo seu icônico negócio de famosas vitrines localizado na Quinta Avenida, em Nova York.

A marca lendária que vende bolsas, jóias, velas e outros acessórios, sinônimo de elegância durante mais de um século, foi o personagem favorito de Carrie Bradshaw em “Sex and the City”.

A L Brands, dona da marcas Henri Bendel desde 1985 e da Victoria’s Secret, Pink, Bath & Body Works e La Senza, e com mais de 3.000 lojas em vários países, anunciou em comunicado que quer se concentrar em marcas que dão mais lucro.

“Estamos comprometidos em melhorar o desempenho dos negócios e aumentar o valor para os acionistas”, afirmou Leslie Wexner, presidente da L Brands.

A decisão de fechar a Henri Bendel após a alta temporada de vendas de Natal visa “melhorar os lucros da empresa e concentrar-se em marcas maiores que tenham maior potencial de crescimento”.

“Essa decisão é a certa para o crescimento correto de nossa empresa, mas não é fácil pelo impacto em nossa família L Brands”.

A marca foi fundada pelo estilista e empresário da Louisiana Henri Willis Bendel, que abriu sua primeira loja no bairro de Greenwich Village em 1895.

Loja da Henri Bendel na Quinta Avenida Loja da Henri Bendel na Quinta Avenida

Loja da Henri Bendel na Quinta Avenida (Eugene Gologursky/Getty Images)

Dizia que foi a primeira marca de luxo a ser instalada na Quinta Avenida, a alguns passos do Central Park.

“Torne-se uma menina Bendel”, sempre foi o slogan da marca, também conhecida por sua sacola de papel com listras brancas e marrons.

Os rendimentos da Henri Bendel em 2018 será de cerca de 85 milhões de dólares, segundo estimativas da L Brands, enquanto a perda operacional será de cerca de 45 milhões.