Honda City ganha versão mais barata

Com o intuito de atingir novos consumidores, o Honda City DX chega ao mercado sem rádio, alto-falantes e bandeja sob o assento traseiro. O resultado é um preço mais atraente para o motorista: 55.420 reais para o carro com câmbio manual.

A diferença é de 2.000 reais em relação à versão LX, a segunda mais econômica da linha. Em relação aos outros atributos, no entanto, o Honda City LX mantém as características dos seus irmãos mais ricos.

Com motor i-VTEC Flex 1.5, o sedã conta com sistema de direção eletronicamente assistida, responsável por torná-lo mais leve em baixas velocidades. O porta-malas tem capacidade para 506 litros e o motorista conta com ajuste de profundidade e altura do volante. A garantia para o veículo é de três anos, sem limite de quilometragem.