Homens sem filhos têm mais chance de desenvolver doenças cardiovasculares

Segundo estudo da Universidade de Stanford, 17% dos homens que não têm filhos adoecem mais do coração

São Paulo – Estudo realizado com homens casados comprovou que os que não tiveram filhos têm 17% mais chances de morrer de alguma doença cardíaca dos que os que se tornaram pais.

A infertilidade masculina é uma das principais explicações para essa constatação. Segundo o professor de urologia da Universidade de Stanford Michael Eisenberg, líder da pesquisa, os baixos níveis de testosterona, que geralmente estão ligados à infertilidade masculina, podem também ter relação aos fatores de risco para doenças cardiovasculares.

Por outro lado, supõe-se também que o estilo de vida, geralmente mais saudável, adotado por homens que têm filhos também ajude a evitar problemas do coração.

Ao todo, 135 mil homens participaram da pesquisa durante 10 anos. Neste período, 10% deles morreu. Os homens que não tiveram filhos foram maioria entre o número de mortos. E entre eles, as doenças cardíacas foram as causas mais recorrentes. Por outro lado, homens com apenas um filho também tiveram seu risco de morte por doenças cardíacas superior a daqueles que tinham mais filhos.

Fatores de risco como índice de massa corporal, tabagismo, uso do álcool, renda e educação foram levados em consideração e os resultados se mantiveram.

Normal
0

21

false
false
false

PT-BR
X-NONE
X-NONE

/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-priority:99;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin:0cm;
mso-para-margin-bottom:.0001pt;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:10.0pt;
font-family:”Calibri”,”sans-serif”;
mso-bidi-font-family:”Times New Roman”;}