Fracasso da ‘Fúria’ é o destaque da imprensa na Espanha

Imprensa espanhola encara derrota da seleção como o 'fim de uma geração gloriosa'

Madri – ‘Fracasso’, ‘The End’ e ‘Abdicam’ são algumas das manchetes nas capas da imprensa esportiva espanhola nesta quinta-feira, que classificou a eliminação da seleção na Copa do Mundo como o ‘fim de uma geração gloriosa’.

A derrota diante do Chile, por 2 a 0, que acabou com o sonho da equipe de repetir a conquista do título mundial, monopoliza as principais páginas da imprensa espanhola, que ilustram suas capas com fotografias que refletem a tristeza nos rostos dos jogadores.

Para o ‘As’, ‘foi lindo enquanto durou’ e acrescentou que o ‘Maracanã marcou o fim de uma geração gloriosa’. A imagem de Iker Casillas e Andrés Iniesta cobrindo a cabeça com a camisa foi a escolhida pelo jornal.

‘Adeus Espanha; ‘La Roja’ é o Chile’ é o título da crônica. A publicação destacou que ‘a seleção, outra vez sem alma, está eliminada do Mundial’. ‘Vargas e Aránguiz fulminaram o campeão’. ‘Após seis anos de sucessos, chegou a derrota’.

Ao longo de 15 páginas, o ‘As’ repercutiu as declarações dos protagonistas: ‘se me dissessem que cairíamos nesta fase eu não acreditaria’, disse Del Bosque. ‘Superamos à Espanha nos aspectos tático e físico’, disse o treinador do Chile, Jorge Sampaoli. O jornal também pediu ‘respeito para a ‘La Roja’ que nos deu tanto prazer e que saiu pedindo perdão’.

Uma fotografia de Andrés Iniesta deixando o gramado do Maracanã foi a escolhida pelo ‘Marca’ com o título: ‘The End’. ‘Lamentável fim do período mais glorioso de ‘La Roja”.

‘Adeus aos anos dourados’, destacou em sua crônica a publicação, que acrescentou: ‘a Espanha perde para o Chile no lendário Maracanã e cai eliminada na primeira fase do Mundial. A seleção mostrou os mesmos sinais de crise do jogo contra a Holanda’. A saída de campo de David Silva, Busquets, Diego Costa, Iniesta e Xavi Alonso – abatidos – ilustra as duas primeiras páginas interiores.

O ‘Marca’ dedicou 21 páginas para o confronto contra o Chile, nas quais garantiu que a equipe espanhola se mostrou ‘irreconhecível’ e que foi uma ‘despedida vulgar, sem jogo e sem alma’.

O ‘Sport’ classificou a derrota como ‘fracasso mundial’. ‘A Espanha voltou a fazer ridículo e é a primeira seleção eliminada’. ‘O ciclo de ‘La Roja’ chega a seu fim após sofrer sete gols em duas partidas’.

Uma foto de Alexis Sánchez consolando Iniesta, seu companheiro de clube no Barcelona, foi a escolhida por essa publicação para ilustrar sua capa.

‘Maracanazo à espanhola’ é o título da crônica que destacou: ‘o sonho era ser coroada no Maracanã como a melhor seleção da história, mas a realidade foi que o Maracanã confirmou o fim de um ciclo’.

‘A Espanha abdicou diante do Chile’. ‘O pior defensor do título’ e ‘O Mundial ‘horribilis’ do ‘Santo’ Casillas’ são outras manchetes do ‘Sport’.

Por sua vez, o ‘Mundo Deportivo’ cravou: ‘Abdicam’. ‘Os campeões se despedem do Mundial sem glória e com muita pena’. ‘O Chile consumou a perda total de um grupo que assinou seu fim de ciclo’, aparecem na capa.

Uma fotografia de Sergio Ramos cobrindo o rosto com a camisa é o destaque da página cinco do jornal.

O ‘Mundo Deportivo’ chamou a eliminação de ‘perda total’ e acrescentou: ‘a Espanha, imponente diante do Chile, deixa o Mundial pela porta de trás’.

Lembrou, além disso, que ‘desde a Copa da Alemanha em 1974, a Espanha nunca tinha sido eliminada tão cedo de uma Copa do Mundo’ e opinou que ‘o Chile foi muito superior a uma seleção que fez um Mundial lamentável’. EFE