Filme brasileiro vence “Cannes da animação”

Primeira experiência de Luiz Bolognesi como diretor, “Uma história de amor e fúria” levou o principal prêmio do Festival de Annecy

São Paulo – Primeira animação brasileira a ser selecionada para o francês Festival de Annecy, conhecido como o Cannes da animação, o filme brasileiro Uma história de amor e fúria, de Luiz Bolognesi, conquistou o principal prêmio do evento em cerimônia realizada ontem.

A produção custou 3 milhões de dólares, segundo a revista Variety, e levou seis anos para ser finalizada.

O filme é a primeira experiência de Bolognesi como diretor. Ele foi roteirista dos filmes “Bicho de Sete Cabeças” (2001), “Chega de Saudade” (2008) e “As Melhores Coisas do Mundo” (2010). 

A trama de Uma história de amor e fúria gira em torno da experiência de um guerreiro indígena que, ao morrer, assume a forma de um passáro e vive 600 anos de história do Brasil: da colonização, passando pela ditadura militar, até o ano de 2096, quando acontece a guerra pela água.

Camila Pitanga, Selton Mello e Rodrigo Santoro são algumas das vozes que deram vida aos personagens da animação voltada para o público adulto.

Premiados
Considerado um dos principais eventos do gênero de animação, o Festival de Annecy também premiou o filme espanhol O apóstolo como a melhor produção segundo o público. Além dele, “Room on the Broom” venceu como melhor produção, o canadense “Subconscious Password” foi eleito o melhor curta e “Dumb Ways to Die”, produzido pela McCann em Melbourne, na Austrália, arrematou o prêmio de melhor animação comissionada. Ao todo, 236 produções participaram da competição.

Confira o trailler da produção brasileira: