Fifa suspende sanção e Barça está liberado para contratar

Clube catalão poderá buscar reforços a partir do dia 1º de julho e renovar um elenco muito criticado depois de uma temporada decepcionante

A Comissão de Apelação da Fifa anunciou nesta quarta-feira a suspensão cautelar da sanção contra o Barcelona, que o impedia de contratar jogadores nas próximas duas janelas de transferência, até que o recurso do clube catalão contra a punição seja julgado.

Com o efeito suspensivo deste recurso, o clube catalão poderá buscar reforços a partir do dia 1º de julho e renovar um elenco muito criticado depois de uma temporada decepcionante.

O presidente da Comissão de Apelação, Larry Mussenden, justificou sua decisão no fato de que “diante da complexidade do tema” e da proximidade da “data de início do próximo período de inscrição” (1º de julho), sua Comissão de Apelação não pode se pronunciar a tempo para que o Barcelona recorresse ao Tribunal de Arbitragem Esportiva (TAS) e obtivesse uma sentença definitiva antes da conclusão da nova janela de transferências.

O presidente do Barcelona, Josep Maria Bertomeu, havia anunciado o desejo de seu clube de recorrer da punição ante a Comissão de Apelação da Fifa e de levar o caso ao TAS se fosse necessário, pedindo também a suspensão cautelar da punição para não ser prejudicado por um caso que classificou de “grave injustiça”.

A Fifa tinha anunciado no dia 3 de abril a sanção imposta pela Comissão de Disciplina contra o Barcelona porque o clube havia infringido as normas que regulam a incorporação de jogadores menores de idade.

Num breve comunicado publicado no seu site, o Barça “avaliou positivamente” a decisão da Fifa de suspender a sanção e reiterou seu “máximo respeito pelas resoluções ditados por órgãos de justiça esportiva”.


Renovação do elenco

Eliminado nas quartas de final da Liga dos Campeões pelo Atlético de Madri, o time catalão amargou na semana passada o vice-campeonato na Copa do Rei, perdendo por 2 a 1 para o arquirrival Real Madrid.

Resta apenas o Campeonato Espanhol, mas o Barça não depende mais de si para conquistar o título, já que está quatro pontos atrás do Atlético de Madri a quatro rodadas do fim da competição.

Por isso muitos observadores consideram que o ciclo vitorioso iniciado com a chegada de Josep Guardiola ao comando da equipe em 2008 está se encerrando e a torcida já está cobrando reforços, o que era impossível com a sanção da Fifa.

O clube terá que compensar duas saídas certas, do goleiro Victor Valdés, que já anunciou há meses que não renovaria seu contrato, e do zagueiro Carles Puyol, de 36 anos, que reconheceu não poder ter o rendimento adequado por causa de repetidas lesões no joelho.

Especula-se também que o clube pode buscar alternativas para outros jogadores mais experientes, como Xavi ou o brasileiro Daniel Alves.

A imprensa espanhola informou nos últimos dias que o clube prevê a chegada de cinco ou seis jogadores ‘titulares’.

O clube já tem negociações avançadas com o jovem meia croata Alen Halilovic, de 17 anos, do Dínamo de Zagreb, e com o goleiro alemão Ter Stegen, do Borussia Moenchengladbach, que devem ser concluídas graças ao efeito suspensivo do recurso.