Festival no Rio reúne fogo de chão, parrilla e até workshop de desossa

Evento de churrasco promete mais de 30 cortes premium de carne e 80 torneiras de cerveja neste sábado (24), na Cidade das Artes

Praia, churrasco e cerveja devem ser a combinação ideal para um dia perfeito no imaginário de muita gente. E aliar a isso carnes premium, cervejas especiais e entretenimento de qualidade virou especialidade de uma turma festeira e apaixonada por churrasco que organiza o BBQ & Beer Festival, que acontece neste sábado (24), no Rio de Janeiro.

“A cena do churrasco no Rio está nascendo este ano. Antes tínhamos que sair do Estado para adquirir informações e participar dos festivais. Agora os cariocas estão montando festivais e cursos sobre churrasco e trazendo cursos de fora para cá. Assim, estamos fomentando essa cultura deliciosa aqui. Vejo o início da febre da cultura do BBQ no Rio”, diz a chef executiva Jane Pereira, especialista em carnes e assados, responsável pela estação de picanha com farofa de ovos e batatas fritas, servida em bares cariocas.

O evento está na segunda edição e já figura na lista de profissionais e entusiastas como um dos melhores do segmento no País. A primeira edição, há apenas quatro meses, atendeu mais de duas mil pessoas. Sucesso de público e crítica, em uma cidade que começa a dar mais espaço para a cultura churrasqueira.

Da picanha ao cordeiro patagônico

A segunda edição promete dez horas de evento, com mais de 30 cortes premium, como picanha, ancho, chorizo, cordeiro patagônico e salmão pranchado. Também haverá brisket, parrilla, fogo de chão e american barbecue. Os amantes do churrasco ainda terão à disposição 80 torneiras das cervejas especiais pilsen e hoppy lager locais.

Aula de desossa

Um dos pontos altos para os mais entusiastas devem ser as inéditas sessões de workshop de desossa, com o chef Rossano Mendonça, e afiação de facas, com o mestre cuteleiro Alexandre Barbosa, da Imperial Cutelaria. No time de chefs e assadores profissionais, estão Jimmy Ogro, Jane Pereira, Larissa Morales, Tenente, João Sysak e Cadu Gallucci.

“O Rio de Janeiro não tem ainda tradição em produção de carnes de qualidade. Por isso, acredito na força desse festival para levar informação e aguçar o interesse do público por produtos de boa origem. Fiz uma visita recente à cidade a convite do chef Felipe Bronze para participar do programa dele e fico feliz com o convite para voltar levando o meu trabalho e poder colaborar com esse novo momento”, diz a churrasqueira profissional paulista Larissa Morales, presença em diversos festivais de carne em todo o Brasil. Ela servirá picanha do dianteiro, o miolo da paleta, com creme de milho e vinagrete de pimenta biquinho.