Ferrari aceita explicação e legitima tricampeonato de Vettel

Uma polêmica ultrapassagem do piloto alemão durante o Grande Prêmio do Brasil teria ocorrido em bandeira amarela e a Ferrari pediu a opinião da FIA sobre o caso

Roma – A Ferrari anunciou nesta sexta-feira que acatou as explicações da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) sobre a polêmica ultrapassagem do piloto alemão Sebastian Vettel durante o Grande Prêmio do Brasil, a qual teria ocorrido em bandeira amarela, e deu o caso por encerrado, ou seja, não irá recorrer do resultado da prova.

Em uma nota publicada nesta manhã no site oficial da Ferrari, a escuderia ressalta que o pedido de explicação à FIA em nenhum momento teve intenção de “minar a legitimidade do resultado esportivo”. Segundo a equipe italiana, essa medida foi “ditada pela exigência de esclarecer alguns fatos que surgiram na internet nos dias posteriores à corrida”.

“Dezenas de milhares de pedidos começaram a chegar de todo o mundo. Portanto, tínhamos o dever de se aprofundar no assunto pedindo uma opinião da Federação, diante de um episódio que poderia ter semeado dúvidas perante os olhos dos apaixonados por Fórmula 1 e não somente dos seguidores da Ferrari”, acrescentou a escuderia no comunicado.

Ontem, através de uma carta, a Ferrari pediu explicações à FIA sobre umas imagens que foram divulgadas na internet, nas quais o tricampeão Vettel, da Red Bull, aparece ultrapassando o francês Jean-Éric Vergne, da STR, em bandeira amarela (neste caso, com um sistema de iluminação) no circuito de Interlagos, algo que não é permitido.

Antes do pronunciamento da Ferrari nesta sexta, último dia para formalizar um protesto e entrar com um recurso contra o resultado da prova, o diretor de corridas da FIA, Charlie Whiting, já havia explicado que a ultrapassagem de Vettel foi legal e que a mesma já tinha sido analisada durante a corrida.

Desta forma, o piloto alemão conseguiu terminar a prova em sexto lugar e assegurar, pela terceira vez consecutiva, o título de campeão mundial. Já o espanhol Fernando Alonso, da Ferrari, terminou a corrida na segunda posição e ficou três pontos atrás de Vettel na classificação geral.