FBI recupera sapatos de Dorothy de “O Mágico de Oz” 13 anos após roubo

Sapatos de rubi foram furtados de um museu em Minesota (EUA)

Chicago (EUA) – Os sapatos de rubi que Judy Garland usou no clássico “O Mágico de Oz” foram recuperados 13 anos depois de terem sido roubados de um museu em Minesota (EUA), informou nesta terça-feira o FBI.

Embora não ainda não tenha revelado detalhes, o escritório do FBI em Mineápolis indicou que tem em seu poder um dos pares de sapatos utilizados no filme de 1939 e que desapareceram em agosto de 2005 do museu Judy Garland de Grand Rapids, cidade natal da atriz.

Os sapatos que Judy usou para interpretar Dorothy tinham sido cedidos ao museu pelo colecionador Michael Shaw para serem exibidos em um festival anual sobre o filme.

Shaw lembrou em um documentário que foi sua a decisão de não guardar os sapatos em um cofre durante a noite para evitar que o delicado calçado fosse manuseado todos os dias.

Mas numa manhã em agosto de 2005 os funcionários do museu encontraram os cabos do alarme desligados e a vitrine de vidro destruída e sem os sapatos.

Um par similar de sapatos de cor rubi está exposto desde 1979 no Museu Smithsonian de História Americana, em Washington, enquanto o ator Leonardo DiCaprio liderou um grupo de investidores para adquirir outro par que será exibido no futuro museu da Academia de Hollywood, com inauguração prevista para 2019.

Estes sapatos adquiriram caráter icônico ao desempenhar um papel importante no clássico de Hollywood no qual a menina do Kansas inicia uma viagem mágica junto com seu cachorro, Totó, o Leão Covarde, o Espantalho e o Homem-de-Lata. EFE