Falece o diretor de cinema Tony Scott aos 68 anos

Irmão de Ridley Scott morreu depois de cair de uma ponte no Porto de Los Angeles, um fato que as autoridades averiguam como um suicídio

Los Angeles – O cineasta Tony Scott, diretor de filmes como “Top Gun – Ases Indomáveis” e “Maré Vermelha”, faleceu aos 68 anos após cair de uma ponte no Porto de Los Angeles, um fato que as autoridades averiguam como um suicídio, segundo informou nesta segunda-feira “The Hollywood Reporter”.

O irmão do também diretor Ridley Scott (“Alien”, “Blade Runner – O Caçador de Androides”) foi achado morto nas águas turvas dos canais da zona portuária em torno das 16h30 do domingo (horário local, 21h30 em Brasília).

Segundo “Los Angeles Times”, várias pessoas viram como quatro horas antes um homem estacionou seu veículo na ponte Vincent Thomas, que atravessa a zona portuária na área de Long Beach, escalou a cerca de segurança de 3 metros de altura e em seguida saltou desde essa estrutura que se ergue a cem metros do solo.

O corpo foi localizado com equipes de rastreamento submarino pela polícia do porto e identificado como Tony Scott.

As autoridades averiguam o caso como um aparente suicídio. O diretor de “Spy Game” deixou a polícia uma nota cujo conteúdo não foi divulgado.

Nascido em 21 de julho de 1944, Scott ganhou fama na indústria como diretor de anúncios para televisão antes de se confirmar na grande tela com “Top Gun – Ases Indomáveis” (1986) e iniciar uma prolífica carreira centrada no gênero do “thriller” e na qual trabalhou em cinco ocasiões com o ator Denzel Washington.

Seu último filme como diretor, “Incontrolável” (2010), foi também sua última colaboração com Washington com quem um ano antes fez o remake “O Sequestro do Metrô 123”, assim como “Déjà Vu”, “Chamas da Vingança” e “Maré Vermelha” em 2006, 2004 e 1995, respectivamente.

Outras de seus filmes mais conhecidas são “Um Tira da Pesada II” (1987), ‘Vingança’ (1990), “Dias de Trovão” (1990), “Amor à Queima-Roupa” (1993), “Jogo de Espiões” (2001) e “Domino: A Caçadora de Recompensas” (2005).


Como produtor, junto a seu irmão, realizou projetos como o recente ‘Prometheus’, assim como séries de televisão como “Numb3rs” e “The Good Wife”.

Pouco após confirmada sua morte, muitos artistas de Hollywood lançaram mão de sua conta em Twitter para transmitir seus pêsames.

“Não haverá mais filmes de Tony Scott. Um dia trágico”, disse o diretor Ron Howard; “Horríveis notícias sobre Tony Scott. Descanse em paz”, comentou o ator Elijah Wood, que foram alguns dos primeiros artistas do setor a reagir publicamente à morte.

Tony Scott morava em Beverly Hills, era casado com a atriz Donna Scott e tinha gêmeos.