Estilista americana Kate Spade morre aos 55 anos

Segundo a polícia, a estilista foi encontrada morta com uma carta em seu apartamento em Nova York

NovaYork – A famosa estilista Kate Spade foi encontrada morta em seu apartamento em Nova York, nos Estados Unidos, e os primeiros inícios apontam para um suicídio, informaram veículos de imprensa locais.

O corpo de Spade, de 55 anos, foi encontrado por sua empregada doméstica por volta das 10h20 locais (11h20 em Brasília) em sua residência situada na Park Avenue, onde a estilista supostamente teria se enforcado, segundo as diferentes versões do caso.

O jornal “The New York Times” indicou que estilista deixou um bilhete, mas as fontes policiais não fizeram comentários sobre o conteúdo.

A versão afirma, além disso, que Kate foi encontrada enforcada com um cachecol vermelho no pescoço.

Kate Spade, que começou a carreira nos anos 80 trabalhando na revista “Mademoiselle” em Manhattan, na qual chegou a se transformar em editora de modas e acessórios, lançou em 1993 junto ao seu marido, Andy Space, que conheceu na universidade, a marca de moda Kate Spade New York. Desta forma, Kate largou o jornalismo e iniciou sua profissão como estilista de roupa e acessórios, na qual obteve uma grande notoriedade.

Em 1999, Kate e Andy, que se casaram em 1994, impulsionaram a marca masculina Jack Spade.

Em maio de 2017, a companhia de acessórios de luxo Coach anunciou a aquisição da empresa Kate Spade por US$ 2,4 bilhões.

Kate, que tinha se dedicado a criar sua filha e à filantropia, lançou no mercado em 2016, junto ao seu marido e outras sócias, a marca Frances Valentine, em homenagem à sua filha.

Kate Spade Handbags foi agraciada em 1996 pelo Conselho de Estilistas de Moda dos Estados Unidos (CFDA) com o “New Fashion Talent” em Acessórios e em 1998 como Melhor Estilista de acessórios do ano.

Também recebeu reconhecimentos como Elle Decor International Award e House Beautiful’s Giants of Design, ambos em 2004.